Porto, campeão português 2017/18

A temporada 2017/18 ficará marcada eternamente na memória dos portistas, afinal, foi nela em que o Porto acabou com a hegemonia do Benfica no futebol português, e após cinco longos anos, voltou a erguer a taça do campeonato português.

Curiosamente, o Porto consagrou-se campeão português sem nem ao menos entrar em campo, isso porque na tarde de sábado, Sporting e Benfica empataram sem gols no estádio José Alvalade, resultado que manteve ambos a quatro pontos dos Dragões na tabela da Primeira Liga, e como resta apenas uma rodada para o término da competição, a dupla lisboeta não têm mais condições de alcançar o líder na classificação. Por esta razão, os comandados de Sérgio Conceição encararam o Feirense neste domingo com o 28º título nacional já assegurado.

Diante de um estádio do Dragão completamente lotado, o Porto jogou sem a pressão de precisar da vitória, logo, a partida frente a Feirense foi somente de festa aos torcedores portistas. Como já era esperado, os anfitriões provaram todo o seu favoritismo e não tiveram dificuldades para bater os visitantes por 2 a 1, com gols de Sérgio Oliveira aos 37 minutos do primeiro tempo, e de Yacine Brahimi aos 14 minutos da segunda etapa, ao passo que José Valencia diminuiu a favor da equipe de Santa Maria de Feira.

Líder isolado da Primeira Liga com 85 pontos ganhos, os Dragões contabilizam 27 vitórias, 4 empates e duas derrotas em 33 jogos disputados no campeonato, atingindo assim, a incrível marca de 85,9% de aproveitamento através desta campanha, lembrando que os rivais Benfica e Sporting somam 78 pontos, na segunda e terceira posições, respectivamente. Além disso, o Porto é dono tanto do melhor ataque (81 gols marcados) quanto da melhor defesa (18 gols sofridos) da competição, por essas e outras, o título do conjunto portista é realmente inquestionável.

Vale ressaltar ainda, que o Porto despediu-se invicto de sua torcida no estádio do Dragão pela Primeira Liga, visto que o time não foi derrotado por nenhum adversário jogando em seus domínios na atual edição do torneio, colecionando 16 vitórias e um empate em 17 jogos realizados. Aliás, os campeões portugueses mantiveram essa invencibilidade pela segunda temporada consecutiva no campeonato, pois o último revés sofrido pelos Dragões em casa, ocorreu exatamente no dia 30 de abril de 2016 para o Sporting por 3 a 1, ou seja, há mais de dois anos.

Como citei anteriormente, o Porto venceu o seu 28º título nacional ao longo da história. Desta forma, os Dragões permanecem somente atrás do Benfica, maior vencedor do campeonato português com 36 taças no currículo. Já mais abaixo, com dezoito troféus na bagagem, aparece o Sporting ocupando o terceiro posto da lista de campeões, enquanto as equipes do Belenenses e do Boavista conquistaram  um caneco cada. Jamais poderíamos deixar de mencionar, que os portistas colocaram um fim na sequência de quatro títulos consecutivos dos benfiquistas, que sonhavam em bater o recorde de ganhar a competição cinco vezes seguidas, um feito alcançado apenas pelo Porto nas temporadas 1994/95, 1995/96, 1996/97, 1997/98 e 1998/99.

Este foi o primeiro título de Iker Casillas depois de sua saída do Real Madrid em 2015, após 25 anos no time madrilenho. Além do goleiro espanhol, sete atletas tupiniquins integram o elenco campeão, me refiro a Fabiano, Vaná Alves, Felipe, Alex Telles, Otávio, Paulinho e Tiquinho Soares. O próximo compromisso do Porto será no domingo contra o Vitória Guimarães, fora de casa, pela rodada final da Primeira Liga. A propósito, este será o último jogo dos Dragões na temporada. Os pupilos de Sérgio Conceição tentarão igualar o recorde de pontos conquistados em uma só edição do campeonato, porém para alcançar mais esta façanha, os portistas precisarão sair do estádio D. Afonso Henriques com a vitória no placar.

Deixar um comentário

Menu