O primeiro desafio de Gerrard

Dois anos após pendurar as chuteiras, Steven Gerrard está de volta ao futebol, porém desta vez, fora das quatro linhas, isso porque o que ex-meia da seleção inglesa e do Liverpool aceitou o desafio de comandar a equipe do Rangers, tradicional clube escocês, que segue tentando recuperar o prestígio.

Steven Gerrard, jovem treinador de 37 anos de idade, é considerado um dos maiores ídolos da história do Liverpool, afinal, o eterno camisa 8 dos Reds chegou ao clube ainda garoto em 1987, e por lá permaneceu até 2015, conquistando uma série de títulos, dentre os principais, a Champions League 2004/05 e a Copa da UEFA 2000/01. Depois de passar 25 primaveras no time inglês, Gerrard disputou uma temporada (2015/16) na MLS (Major League Soccer), aonde defendeu as cores do LA Galaxy, para em seguida encerrar sua gloriosa carreira em 2016.

Ao invés de tirar um ano sabático e desfrutar da aposentadoria, como fazem muitos ex-jogadores, Steven Gerrard optou por regressar ao Liverpool para iniciar a sua trajetória como treinador, porém trabalhando nas categorias de base do clube. Apesar da pouca experiência como técnico, Gerrard recebeu um inesperado convite do Rangers, convidando-o para ser o novo comandante da equipe escocesa na próxima temporada, convite esse, que foi prontamente aceito pelo ex-capitão dos Reds.

A escolha por Steven Gerrard não foi à toa, muito pelo contrário, desde que retornou à Scottish Premiership em 2016, o clube de Ibrox vem tentando retomar a sua reputação, perdida após o rebaixamento à quarta divisão por conta de dívidas fiscais. A primeira temporada do Rangers na elite do futebol escocês não foi boa, visto que os Gers encerraram sua participação no terceiro posto do campeonato a 33 pontos de distância do arquirrival Celtic, que na ocasião, tornou-se hexacampeão nacional.

Visando voltar a brigar de igual para igual com o Celtic pelo caneco da Scottish Premiership, o Rangers contratou Pedro Caixinha, treinador que teve enorme êxito à frente do Santos Laguna no futebol mexicano. O técnico português iniciou a temporada, que agora está prestes a terminar, trazendo para Ibrox diversos conterrâneos como Bruno Alves, Dálcio Gomes, Fábio Cardoso e Daniel Candeias, além dos mexicanos Carlos Peña e Eduardo Herrera, e do colombiano Alfredo Morelos. Entretanto, todo este investimento de nada adiantou, visto que os Gers não venceram nenhuma das cinco partidas realizadas contra o Celtic, somando um empate (0 x 0) e quatro derrotas, dentre elas, duas dolorosas goleadas (4 x 0 e 5 x 0).

Atualmente o Rangers ocupa a terceira posição na Scottish Premiership com 69 pontos ganhos, colecionando 21 vitórias, 6 empates e dez derrotas em 37 partidas disputadas, atingindo 62,19% de aproveitamento através desta campanha no torneio. Como o segundo colocado, Aberdeen, contabiliza 70 pontos na tabela, um a mais que o conjunto azul de Glasgow, a briga pelo vice-campeonato continua em aberto, já que a última rodada da competição será realizada no próximo domingo, lembrando que o Rangers enfrentará o Hibernian fora de seus domínios, enquanto o Aberdeen terá de encarar o Celtic, em Parkhead.

Curiosamente, na próxima temporada veremos Steven Gerrard duelando contra Brendan Rodgers, atual treinador do Celtic, mas que passou três anos em Anfield Road (2012 a 2015), logo, foi o ex-comandante de Gerrard no Liverpool. Como todos nós sabemos, a rivalidade existente entre os clubes de Glasgow é uma das maiores do futebol mundial, até porque envolve tanto aspectos políticos quanto religiosos, por esta razão, se existe algum vínculo de amizade de Steven Gerrard e Brendan Rodgers, seguramente ele deixará de existir.

A chegada de Steven Gerrard em Ibrox realmente causou uma enorme euforia entre os torcedores dos Rangers, todavia, algumas perguntas ficam martelando em nossa mente como por exemplo, se o novato treinador será capaz de levar o maior campeão do futebol escocês, com 54 títulos nacionais na bagagem, de volta ao caminho do sucesso? Ou então se Gerrard fez a escolha certa ao aceitar o desafio de comandar o Rangers logo em seu primeiro trabalho como técnico? São perguntas que só poderão ser respondidas no futuro, pois apenas o tempo é capaz de desvendá-las. Aguardemos!

Deixar um comentário

Menu