Juventus, heptacampeã italiana

A supremacia da Juventus na Itália parece não ter fim, tanto é, que a equipe de Turim consagrou-se campeã italiana pela sétima vez consecutiva na tarde deste domingo, e detalhe, com uma rodada antes do término do Calcio.

A penúltima rodada do Calcio se apresentava bastante complicada à Juventus, afinal, os pupilos de Massimiliano Allegri tinham pela frente a dificílima tarefa de enfrentar a Roma, fora de casa, no estádio Olímpico. Após um embate bastante disputado e tenso, que teve inclusive a expulsão do volante romanista Radja Nainggolan, a Juventus voltou da capital italiana com um empate sem gols na bagagem, resultado este, que foi suficiente para os bianconeros garantirem o heptacampeonato nacional.

Desta maneira, o vice-colocado Napoli, não tem mais chances matemáticas de alcançar a Juve, que soma 92 pontos ganhos na ponta da tabela, quatro a mais que os napolitanos, lembrando que resta apenas uma rodada para acabar o torneio. Líder isolada do Calcio com 92 pontos, a Juventus contabiliza 29 vitórias, 3 empates e cinco derrotas em 37 partidas disputadas pela competição, obtendo assim, 82,9% de aproveitamento. Além disso, a Vecchia Signora é dona do segundo melhor ataque (84 gols marcados) e da melhor defesa (23 gols sofridos) do campeonato, portanto, a conquista do time é realmente inquestionável.

Com mais esse scudetto no currículo, os bianconeros atingiram a incrível marca de 34 conquistas nacionais ao longo da história, sendo o clube mais vitorioso da Velha Bota. Em seguida, os arquirrivais Milan e Internazionale aparecem com 18 títulos cada um, enquanto o Genoa ocupa o quarto posto com 9 canecos. Completam a lista de campeões italianos as equipes do Pro Vercelli (7), Bologna (7), Torino (7), Roma (3), Lazio (3), Fiorentina (2), Napoli (2), Sampdoria (1), Cagliari (1), entre outros. Vale ressaltar ainda, que pela quarta temporada seguida, a Juventus ganhou a dobradinha, ou seja, as taças do Calcio e da Copa da Itália.

Jamais poderíamos deixar de mencionar, que o heptacampeonato da Juve fez com que o time igualasse o feito do Lyon, que venceu a Ligue 1 sete vezes seguidas entre os anos de 2002 e 2008. Somente estas duas equipes ergueram os troféus de campeões nacionais sete vezes consecutivas, levando em consideração apenas as cinco principais ligas europeias ((alemã, espanhola, francesa, inglesa e italiana). Vale ressaltar ainda, que na Itália, nunca um clube ganhou um heptacampeonato, visto que a Internazionale de 2006, o Torino de 1943 e a própria Juventus de 1931, haviam conquistado o pentacampeonato nacional.

Podemos apontar dois grandes personagens neste período de dinastia da Juventus na Itália, o primeiro deles é o goleiro Gianluigi Buffon, que defende as cores do clube desde 2001, logo, o goleiro esteve presente na conquista dos sete scudettos dos bianconeros. Não à toa, Gigi é considerado uma das maiores lendas do futebol mundial. Já a segunda figura notável a qual me refiro, é o treinador Massimiliano Allegri, que chegou no time de Turim em 2004, no lugar do antecessor Antonio Conte, e venceu as quatro últimas edições tanto do Calcio quanto da Copa da Itália.

Mesmo sofrendo um enorme assédio por parte do Arsenal, o treinador Massimiliano Allegri garantiu que permanecerá no conjunto de Turim na próxima temporada, uma notícia que foi bastante comemorada pelos torcedores da Vecchia Signora. Apesar de todo o investimento feito pelo Milan, das surpreendentes campanhas de Roma e Lazio, além do envolvente futebol apresentado pelo Napoli, que liderou boa parte do Calcio, a Juventus provou novamente que não tem concorrentes à altura no país, continua sendo a melhor equipe da Itália, e certamente está entre as top cinco da Europa. Por essas e outras, já passou da hora dos demais adversários da Juve abrirem bem os olhos e se planejarem de forma adequada, ou então, não será nenhuma surpresa vermos os bianconeros dominando o futebol italiano por mais longos anos.

 

Deixar um comentário

Menu