Festa em Turim, luto em Madrid

Só mesmo Cristiano Ronaldo seria capaz de ofuscar uma partida decisiva de Copa do Mundo, afinal, estamos nos referindo ao melhor jogador do planeta na atualidade, cinco vezes ganhador do prêmio Bola de Ouro da FIFA. E foi exatamente isso que aconteceu na tarde de ontem (terça-feira), dia do duelo entre França x Bélgica pelas semifinais do Mundial de 2018, e a data que a Juventus anunciou oficialmente a contratação de CR7 junto ao Real Madrid pela bagatela de 112 milhões de euros (495 milhões de reais), com um contrato válido por quatro anos.

Apesar de ter vencido a Champions League três vezes seguidas, a relação de Cristiano Ronaldo com o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, não era boa desde o início deste ano. No entanto, a ambição de CR7 em conquistar títulos e bater recordes não deixou o seu rendimento cair dentro de campo por conta deste desgaste, uma prova disso são os números do craque português na última temporada. Entretanto, a entrevista concedida pelo camisa 7 madridista após a final da Champions League 2017/18 contra o Liverpool, deixava evidente o seu descontentamento no Santiago Bernabéu, expondo naquele momento de festa um grande desejo de mudar de ares.

Depois de diversas especulações, o nome da Juventus apareceu com força na mídia há cerca de uma semana, porém muitos torcedores madridistas duvidavam que os heptacampeões italianos contratariam Cristiano Ronaldo por dois motivos: primeiro, porque o Calcio não tem a mesma visibilidade que a Premier League e a La Liga, até devido a crise financeira que assola a Itália nos últimos anos; segundo, porque a Juve não teria dinheiro em caixa para bancar uma contratação cujo os valores ultrapassariam a casa dos cem milhões de euros.

Curiosamente, foi no Juventus Stadium que Cristiano Ronaldo marcou um dos gols mais bonitos de sua carreira. A partida era válida pelas quartas de final da última edição da Champions League.
Curiosamente, foi no Juventus Stadium que Cristiano Ronaldo marcou um dos gols mais bonitos de sua carreira. A partida era válida pelas quartas de final da edição anterior da Champions League.

No entanto, foram necessárias 28 ligações para que o presidente da Juventus, Andrea Agnelli, enfim convencesse Cristiano Ronaldo a aceitar o seu convite. Nestes contatos, o também dono da FIAT apresentou o seu projeto de fazer a Juventus campeã também no cenário internacional, uma vez que nacionalmente, a Velha Senhora ganhou os últimos sete scudettos do Calcio, sendo assim, o clube mais vencedor da Bota. Vale ressaltar, que a Juve disputou duas das últimas quatro finais da Champions League, perdendo do Barcelona em 2015 (3 x 1) e do Real Madrid em 2017 (4 x 1). Com CR7, certamente a equipe de Turim terá ainda mais condições de conquistar a orelhuda, algo que não ocorre desde 1996.

O sonho dos bianconeros tornou-se realidade na tarde de ontem, quando a Juventus anunciou em suas redes sociais a contratação de Cristiano Ronaldo. Em seguida, foi a vez do próprio jogador deixar uma mensagem de adeus no site oficial do Real Madrid, explicando o motivo de sua saída. Confira abaixo, as palavras de CR7:

Acredito que chegou a hora de abrir uma nova etapa em minha vida e é por isso que pedi ao 
clube que aceitasse me transferir. Eu me sinto assim e peço a todos, e especialmente aos 
meus seguidores, que me compreendam .”

A apresentação de Cristiano Ronaldo no Real Madrid em 2009, levou cerca de 80 mil torcedores ao Santiago Bernabéu. E no Juventus Stadium, quantos bianconeros irão acompanhar a primeira aparição de CR7 com a camisa da Juve?
A apresentação de Cristiano Ronaldo no Real Madrid em 2009, levou cerca de 80 mil torcedores ao Santiago Bernabéu. E no Juventus Stadium, quantos bianconeros irão acompanhar a primeira aparição de CR7 com a camisa da Juve?

Obviamente, esta notícia caiu como uma bomba no mundo do futebol, como tudo que acontece envolvendo o nome de Cristiano Ronaldo. Mas um detalhe em especial chamou a atenção, me refiro ao valor pago pela Juventus pelo camisa 7, pois vender um craque do quilate do português por 112 milhões de euros, mesmo que ele já tenha 33 anos de idade nas costas, foi sim, um péssimo negócio feito pelo Real Madrid. Isso fica nítido ao constatarmos que na temporada retrasada, o Napoli cedeu Gonzalo Higuaín para a própria Juventus, por 90 milhões de euros, lembrando que o argentino é somente um atacante razoável.

Mesmo assim a transação envolvendo Cristiano Ronaldo e a Juventus foi a maior negociação da história do futebol italiano, além de ser também a maior venda do Real Madrid até hoje. Todavia, mundialmente, CR7 é superado por Neymar (220 milhões de euros), Kylian Mbappé (180 milhões de euros), Philippe Coutinho (125 milhões de euros) e Ousmane Dembélé (115 milhões de euros). Após nove anos defendendo as cores madridistas, CR7 deixa a equipe com a incrível marca de 451 gols em 438 jogos. No geral, foram 16 títulos conquistados pelo conjunto espanhol, dentre os principais, estão quatro taças da Champions League, duas da La Liga e uma Copa do Rey.

A contratação de Cristiano Ronaldo já saiu no lucro para a Juventus, que terá a seu favor o melhor jogador do mundo, por esta razão, a visibilidade, a exposição da marca, a comercialização de produtos oficiais do clube, a procura por parte de novos patrocinadores e as vendas de ingressos, serão todos elevados de maneira jamais antes vistas. Além disso, a ida do ex-atleta do Real Madrid à Juve, significa que o futebol italiano mudará completamente de patamar, podendo inclusive ser um atrativo para demais jogadores atuarem no Calcio. O que nos resta saber, é se para CR7 essa transferência também valerá a pena, porém essa questão, só o tempo será capaz de responder. Aguardemos!

Deixar um comentário

Menu