A tropa de Spalletti

A temporada 2017/18 da Internazionale foi realmente acima das expectatias, afinal, o treinador Luciano Spalletti, contratado junto a Roma, assumiu a equipe de Milão totalmente bagunçada quando chegou, e através de um ótimo trabalho, conseguiu organizar o time a ponto de deixá-lo na quarta posição do Calcio, garantindo assim, a improvável vaga na Champions League. Para não fazer feio nesta nova jornada que está por vir, a diretoria vem investindo pesado na contratação de reforços, provando que a Inter será um osso duro de roer.

Há tempos os nerazzurris sonham em ver a sua equipe lutando por títulos, isso porque as campanhas mais recentes da Inter deixaram bastante a desejar. Para se ter uma ideia, o melhor desempenho da Internazionale nos últimos cinco anos, foram os quartos lugares conquistados nas temporadas 2015/16 e 2017/18, ou seja, muito pouco para um clube tão tradicional que já ergueu dezoito vezes o troféu do Calcio e uma vez a taça da Champions League.

Depois de cinco anos longe Champions League, a Inter está de volta ao torneio. A última vez que o clube disputou a Champions foi na temporada 2011/2012, quando foi eliminado pelo Olympique de Marselha nas oitavas de final.
Depois de cinco anos longe Champions League, a Inter está de volta ao torneio. A última vez que o clube disputou a Champions foi na temporada 2011/2012, quando foi eliminado pelo Olympique Marseille nas oitavas de final.

A última campanha de destaque da Inter foi no ano de 2010, época em que o time então comandado por José Mourinho venceu o scudetto do Calcio, da Copa da Itália, e além disso, faturou a taça de campeã europeia e mundial, isto é, período em que o conjunto azul e preto de Milão ganhou todas as competições que disputou. Vale ressaltar que nesta gloriosa época, a Internazionale era dona de um verdadeiro esquadrão, formado por craques como Javier Zanetti, Esteban Cambiasso, Wesley Sneijder, Samuel Eto’o e Diego Milito.

Na tentativa de reviver os tempos áureos, a diretoria do clube está investindo mundos e fundos nessa janela de transferências, não à toa, a Inter já anunciou a contratação de sete reforços até aqui, todos obviamente com o aval do técnico Luciano Spalletti. Chegaram ao time italiano os jogadores Radja Nainggolan (Roma), Lautaro Martínez (Racing), Federico Dimarco (Sion), Sime Vrsaljko (Atlético Madrid), Matteo Politano (Sassuolo), Kwadwo Asamoah (Juventus) e Stefan de Vrij (Lazio). Para se ter uma ideia, já foram gastos 72,5 milhões de euros (R$ 316 milhões) somente para trazer estas novas peças.

A Inter depositou a bagatela de 38 milhões de euros (cerca de R$ 168 milhões) para contratar o belga Radja Nainggolan, cujo o contratp é válido por duas temporadas. Esta foi a maior negociação feita pelos nerazzurris nesta janela de transferências.
A Inter depositou a bagatela de 38 milhões de euros (cerca de R$ 168 milhões) para contratar o belga Radja Nainggolan, cujo o contrato é válido por duas temporadas. Esta foi a maior negociação feita pelos nerazzurris nesta janela de transferências.

E não para por aí, o objetivo principal de Spalletti é contratar um volante com qualidade tanto na marcação quanto no apoio ao ataque, desta forma, o nome escolhido pelo comandante italiano foi nada mais nada menos do que Luka Modric, considerado o melhor jogador da Copa do Mundo 2018 pela FIFA. Aliás, o jogador croata é literalmente a galinha dos ovos de ouro da Internazionale, visto que a equipe de Milão esteve muito próxima de anunciar a vinda do chileno Arturo Vidal, porém desistiu da negociação depois que as conversas com Modric evoluíram.

Segundo o jornal “La Gazzetta dello Sport”, a esposa de Luka Modric deseja muito morar na cidade de Milão, algo que facilitaria a transferência do volante croata à Internazionale. Entretanto, o acordo com o Real Madrid não será fácil, pois o treinador Julen Lopetegui já manifestou a vontade de contar com o jogador de 32 anos de idade nesta temporada. Além disso, a Inter teria de contratá-lo por empréstimo, usando o mesmo método que utilizou nas transações envolvendo Sime Vrsaljko e Matteo Politano, justamente para não violar a lei do Fair Play financeiro da UEFA, uma vez que os nerazzurris já investiram o limite imposto pela entidade.

A janela de transferência do mercado italiano se encerra apenas no dia 18 deste mês, portanto, águas ainda vão rolar até a data de fechamento. Todavia, já é possível esboçarmos a Internazionale extremamente competitiva, quem sabe armada no 3-4-3, com: Handanovic; de Vrij, Miranda e Skriniar; Vrsaljko, Nainggolan, Modric ou Vidal e Asamoah; Politano, Icardi e Perisic. Por essas e outras, não nos restam dúvidas de que a Inter de Luciano Spalletti terá totais condições de brigar por títulos nessa temporada, tal qual a Inter de José Mourinho em 2010. Aguardemos!

Deixar um comentário

Menu