Penãrol, bicampeão uruguaio

O Uruguai trocou o tradicional azul celeste pelas cores amarela e preta nesta semana, afinal, no domingo passado, o Peñarol consagrou-se bicampeão uruguaio depois de bater o eterno rival, Nacional, por 2 a 1 no estádio Centenário. Desta maneira, os Carboneros ergueram o troféu do campeonato charrua pela 50ª vez na história.

No último domingo, o Peñarol entrou no gramado do mítico estádio Centenário precisando de um simples triunfo para conquistar o bicampeonato uruguaio, isso porque os comandados de Diego López já haviam vencido o Torneio Clausura este ano, e na somatória dos pontos considerando os Torneios Clausura e Apertura, os Carboneros obtinham mais pontos que o Nacional, campeão do Torneio Apertura 2018.

Como não poderia deixar de ser, a atmosfera do estádio Centenário era realmente fervorosa, visto que os dois maiores clubes charruas estavam frente a frente lutando pelo título nacional. Os primeiros quarenta e cinco minutos da decisão foram bastante disputados, intensos, e repleto de jogadas ríspidas, ou seja, características bem peculiares do clássico de Montevidéu. Apesar da grande disposição, as equipes fecharam o primeiro tempo sem balançar as redes.

Tendo a obrigação de conquistar a vitória para continuar sonhando com o título, o Nacional foi pra cima e abriu o placar da decisão aos 3 minutos da segunda etapa através de Matías Zunino. Entretanto, os tricolores não tiveram muito tempo para comemorar, dado que aos 28 minutos, Fabricio Formiliano igualou novamente o marcador. Como o empate se estendeu até o término da finalíssima, o confronto foi para a temível prorrogação.

E foi justamente aos 6 minutos do tempo extra, que o Nacional levou um verdadeiro banho de água fria, quando árbitro marcou um pênalti a favor do Penãrol, ao ver o lateral-direito Alfonso Espino empurrar o atacante Gabriel Fernández dentro da grande área. Em seguida, o experiente meia Cristian “Cebolla” Rodríguez acertou a cobrança que garantiu o bicampeonato uruguaio aos auri-negros no estádio Centenário.

Curiosamente, os Carboneros encerram a temporada de 2018 invictos diante do Nacional, pois nos cinco clássicos disputados entre eles desde o início do ano, o Peñarol obteve três vitórias e dois empates, lembrando que dois destes triunfos foram válidos por finais de torneios (Apertura e Clausura). Vale ressaltar ainda, que os bicampeões uruguaios marcaram o total de nove gols e sofreram apenas quatro tentos nestes duelos.

Como citei anteriormente, o Penãrol faturou o título do Campeonato Uruguaio pela 50ª vez ao longo da trajetória, sendo a equipe mais vezes campeã charrua. Enquanto isso, o arquirrival Nacional, aparece logo atrás do conjunto auri-negro com 46 conquistas no currículo. Completam a lista de vencedores, os times do Danubio (4), Defensor Sporting (4), River Plate (4), Montevideo Wanderers (3), Bella Vista (2), Rampla Juniors (1), Central Español (1) e Progreso (1).

Deixar um comentário

Menu