Brasil

Fortaleza, campeão da Série B 2018

O dia 10 de novembro de 2018 ficará marcado eternamente na memória dos torcedores do Fortaleza, afinal, foi exatamente nesta data que o Leão do Pici bateu o Avaí pelo placar mínimo na Ressacada, resultado este, que garantiu ao conjunto cearense o troféu de campeão da Série B do Campeonato Brasileiro pela primeira vez ao longo da história, e detalhe, com duas rodadas de antecedência. A diretoria do Tricolor de Aço sabia que 2018 tinha que ser especial na vida do clube, isso porque é exatamente neste ano que a equipe da capital cearense comemoraria o seu centenário. Por esta razão, o presidente do clube, Marcelo Paz, decidiu contratar Rogério Ceni, ídolo da torcida são-paulina, para comandar o time recém-promovido da Série C durante a temporada. Como não poderia deixar de ser, o anúncio causou enorme euforia tanto para a mídia quanto para os torcedores, visto que o ex-goleiro do São Paulo teve uma trajetória repleta de conquistas, façanhas e recordes…

Cruzeiro, hexacampeão da Copa do Brasil

Após derrotar o Corinthians por 1 a 0 no jogo de ida, no Mineirão, e vencer também o jogo de volta, em Itaquera, por 2 a 1, o Cruzeiro, comandado pelo treinador Mano Menezes, consagrou-se hexacampeão da Copa do Brasil, e de quebra, tornou-se o clube mais vezes campeão do torneio até aqui. A decisão Quando o Cruzeiro bateu o Corinthians pelo placar mínimo na semana passada, nos primeiros noventa minutos da decisão da Copa do Brasil, já era possível afirmar que o time mineiro estava uma mão no título do torneio. Isso porque a Raposa venceu TODAS as partidas disputadas como visitante pela competição. Além disso, os pupilos de Mano Menezes têm como principal característica, jogar de maneira conservadora, com um estilo extremamente pragmático, baseado numa forte marcação, explorando bastante as bolas paradas e os contra-ataques. Logo, o tento de Thiago Neves no Mineirão, fez com que o Cruzeiro viesse à São Paulo atuar da forma que ele…

Furacão devastador

Os torcedores do Atlético Paranaense viveram um grande drama no início do Campeonato Brasileiro, tanto é, que o time na época comandado por Fernando Diniz, chegou a ocupar a penúltima posição na tabela da competição. Entretanto, a promoção do novato treinador Tiago Nunes, foi preponderante para a evolução do Furação no Brasileirão. Quando Fernando Diniz foi apresentado pela diretoria como o novo técnico do Rubro-Negro no início do ano, uma série de ponderações foram feitas pelos torcedores da equipe, afinal, o estilo de jogo utilizado pelo treinador vice-campeão paulista em 2017 é extremamente ofensivo, ousado e dotado de conceitos dificilmente usados no futebol brasileiros. Justamente por este motivo, o Atlético Paranaense optou por disputar o campeonato estadual com o time de Aspirantes, sob o comando de Tiago Nunes, enquanto o time principal, dirigido por Fernando Diniz, se prepararia exclusivamente para o Brasileirão e a Copa do Brasil. Como já era esperado, a passagem de Fernando Diniz…

1º turno emocionante

Quando dizemos que o Brasileirão é o campeonato de futebol mais disputado do mundo, é porque nele diversos clubes têm a oportunidade de conquistar o título, diferentemente de outras ligas, como a alemã por exemplo, aonde já sabemos de antemão que o Bayern Munique será o campeão. Por esta razão, o Campeonato Brasileiro 2018 chega na 20ª rodada completamente em aberto, dando mostras de que o 2º turno nos promete grandes emoções. Emoção nas duas pontas da tabela Na noite de ontem, o jogo entre Vasco x Ceará, que terminou empatado por 1 a 1 em São Januário, determinou o encerramento do 1º turno do Campeonato Brasileiro 2018. Passadas as 19 primeiras rodadas da competição, já é possível notarmos que São Paulo, Internacional, Flamengo, Grêmio, Atlético Mineiro e Palmeiras, ou seja, os seis primeiros colocados da tabela, certamente brigarão pelo título do torneio, visto que apenas oito pontos separam o líder, São Paulo, do sexto colocado, Palmeiras. Mas não…

Cadê o bom senso Adenor?

Na sexta-feira passada, Tite divulgou a primeira lista de convocados da Seleção Brasileira pós-Copa do Mundo 2018. Essa convocação definiu quem serão os 23 atletas que enfrentarão Estados Unidos e El Salvador, nos dias 07 e 11 de setembro, respectivamente. Confira abaixo, quais jogadores defenderão o Brasil nestes amistosos: Goleiros: Alisson (Liverpool), Hugo (Flamengo), Neto (Valencia). Defensores: Alex Sandro (Juventus), Dedé (Cruzeiro), Fabinho (Liverpool), Fagner (Corinthians), Felipe (Porto), Filipe Luís (Atlético de Madrid), Marquinhos (PSG), Thiago Silva (PSG). Meio-campistas: Andreas Pereira (Manchester United), Arthur (Barcelona), Casemiro (Real Madrid), Fred (Manchester United), Lucas Paquetá (Flamengo), Philippe Coutinho (Barcelona), Renato Augusto (Beijing Guoan). Atacantes: Douglas Costa (Juventus), Everton (Grêmio), Roberto Firmino (Liverpool), Neymar (PSG), Pedro (Fluminense), Willian (Chelsea). Acontece que um dia depois do amistoso contra El Salvador, serão realizados os jogos de ida das semifinais da Copa do Brasil, torneio esse, que Corinthians, Flamengo, Cruzeiro e Palmeiras estão na disputa. Como podemos constatar, por incrível…

A bruxa está solta em São Januário

A campanha do Vasco da Gama na edição anterior do Brasileirão, foi realmente acima das expectativas, afinal, o time na época comandado por Zé Ricardo conseguiu a inusitada classificação à Copa Libertadores. Por essa razão, os torcedores vascaínos estavam empolgadíssimos em relação ao desempenho da equipe na atual temporada. Entretanto, ao contrário do que todos imaginavam, o ano de 2018 está sendo um verdadeiro pesadelo na vida dos Cruz-Maltinos. O principal objetivo estipulado pela diretoria do Vasco na temporada passada, era permanecer na Série A do Campeonato Brasileiro, mas de maneira surpreendente, o conjunto de São Januário terminou a competição na sétima posição da tabela, e por este motivo garantiu uma vaga na fase pré-eliminatória da Copa Libertadores. Como não poderia deixar de ser, a torcida vascaína entrou em êxtase, até porque o time carioca não disputava o maior torneio do continente sul-americano desde 2012, há exatos seis anos. No entanto, toda a confiança…

A 25 pontos da glória

Vinte e cinco pontos, essa é a distância que separa o Fortaleza de Rogério Ceni da divisão de elite do futebol brasileiro. Como restam 19 rodadas para o término da Série B, basta o Leão da Pici vencer todas as partidas que serão disputadas em seus domínios até o final do campeonato, para assim, garantir o tão sonhado acesso à Série A. Quem seria capaz de imaginar que o eterno ídolo são-paulino, Rogério Ceni, viveria um momento tão especial logo em seu segundo ano como treinador, e detalhe, depois de ser demitido de maneira totalmente injusta do seu clube de coração. Pois é exatamente isto que está acontecendo, visto que através de um ótimo trabalho à frente do Fortaleza, Ceni levou o time cearense ao simbólico título de campeão do primeiro turno da Série B, e consequentemente, está cada vez mais próximo de retornar ao patamar mais alto do futebol brasileiro.…

Procura-se um zagueiro

O início do Atlético Mineiro no Campeonato Brasileiro foi realmente animador, afinal, o Galo encerrou o período pré Copa do Mundo na vice-posição do Brasileirão com 23 pontos, quatro atrás do líder Flamengo. Por esta razão, os atleticanos esperavam que a equipe voltasse ainda mais forte depois do Mundial da Rússia, porém isso não aconteceu, e consequentemente, os pupilos de Thiago Larghi seguem despencando na tabela. Muitos torcedores comemoravam o fato do Brasileirão parar durante a disputa da Copa do Mundo de 2018, isso porque os treinadores aproveitariam esta pausa para realizar uma mini pré-temporada, e obviamente, ajustar as suas respectivas equipes. Mas com certeza este pensamento se encaixava somente aos clubes que não estavam bem na competição, ao contrário dos concorrentes que ocupavam os primeiros postos da tabela, que desejavam que o torneio continuasse à todo vapor, haja vista a boa fase deles no campeonato. Por este exato motivo, a pausa referente a Copa do…

Felipão, será ele a solução?

A nova safra de treinadores brasileiros vem decepcionando em 2018, basta lembrarmos que Jair Ventura, Roger Machado e Zé Ricardo, que começaram o ano em alta, não justificaram todas as expectativas criadas em relação ao desempenho deles. Logo, podemos afirmar que apenas Fábio Carille vingou, visto que o ex-técnico do Corinthians transferiu-se ao mundo árabe depois de conquistar o bicampeonato paulista no primeiro semestre deste ano. No entanto, é nítido que todos estes jovens comandantes não tiveram o tempo necessário para desenvolver os seus trabalhos, somente Carille teve, porém por seu próprio mérito, já que ele jamais deixou uma sequência de maus resultados o balançar no cargo. Mas Roger Machado não teve a mesma sorte, apesar de seu ótimo aproveitamento à frente do Palmeiras (68,1% de aproveitamento), o treinador gaúcho não resistiu a pressão da torcida e caiu depois de 44 jogos dirigindo o Verdão (27 vitórias, 9 empates e oito derrotas). Desta maneira fica…

A conta chegou

Certa vez, assisti Juca Kfouri, jornalista pelo qual tenho enorme respeito e admiração, dizer no programa Linha de Passe da ESPN, que o ótimo trabalho realizado por Fábio Carille escondia graves problemas que assolavam o Corinthians naquele momento. Estes problemas que Juca Kfouri se referia na época, eram justamente as dívidas referentes ao novo estádio do Timão, a Arena Corinthians, construída para ser a sede da capital paulista na Copa do Mundo de 2014. A conquista do bicampeonato paulista (2017 e 2018) e do campeonato brasileiro (2017) passavam a falsa impressão de que a diretoria alvinegra realizava uma excelente gestão. Todavia, a verdade é que Fábio Carille fazia das tripas coração para levar a equipe ao êxito dentro das quatro linhas, enquanto fora delas, as dívidas não paravam de aumentar. Isso explica porque o Corinthians não contratou nenhum grande reforço desde o ano passado, aliás, Fábio Carille só foi realmente promovido ao time principal porque tinha…

O aguerrido São Paulo de Aguirre

A péssima gestão do ex-presidente do São Paulo Carlos Miguel Aidar, e do atual mandatário Tricolor, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, levaram os torcedores são-paulinos a viverem dias extremamente tensos nos últimos anos. Não à toa, o time lutou contra o rebaixamento na edição anterior do Campeonato Brasileiro, e quando a equipe terminou a competição na 13ª posição da tabela, a torcida comemorou essa façanha como se fosse um título. Na tentativa de mudar todo este cenário e recolocar o São Paulo novamente em seu devido lugar, Leco enfim acertou, pois contratou o eterno ídolo Raí, para ser o novo diretor de futebol do clube, e a partir daí, as coisas definitivamente fluíram no Morumbi. Novos rumos A primeira iniciativa de Raí como diretor de futebol, foi trazer ao seu lado pessoas competentes que pudessem ajudar os jogadores são-paulinos a recuperarem o prazer de vestir a camisa vermelha, branca e…

Menu