É tudo ou nada

O duelo diante do Colônia, válido pela 34ª e última rodada da Bundesliga, será de vida ou morte ao Werder Bremen, afinal, ela pode representar a queda do conjunto alviverde à segunda divisão do futebol alemão após 40 anos.

Sportverein Werder Bremen de 1899 e. V., clube fundado em 1899, na cidade de Bremen – no norte da Alemanha. Tradicionalmente chamado de Werder, o time acumula uma série de glórias ao longo de seus 121 anos de existência, sendo dentre os principais podemos citar quatro canecos da Bundesliga (1964/65, 1987/88, 1992/93 e 2003/04) e seis títulos da Copa da Alemanha (1961, 1991, 1994, 1999, 2004 e 2009). É importante salientar, que alguns notáveis do mundo da bola já defenderam a camisa verde e branca, como são os casos de Dieter Eilts, Horst-Dieter Hottges, Dieter Burdenski, além do ex-atacante da seleção alemã campeã da Copa do Mundo de 1990, Rudi Voller.

Apesar da enorme tradição no futebol alemão, o Werder Bremen vive uma situação extremamente delicada, visto que a equipe chegou na rodada final da Bundesliga necessitando não apenas de uma vitória frente o Colônia, como também dependendo de uma derrota do Fortuna Dusseldorf diante do recém-promovido Union Berlin, na capital. Somente com esta combinação de resultados o Werder conseguirá sobreviver no campeonato, pois ele saltaria para a antepenúltima posição na tabela, o que lhe garantiria pelo menos a oportunidade de disputar os playoffs contra o descenso – jogos de ida e volta mediante o terceiro colocado da segunda divisão.

Atualmente, o Werder Bremen ocupa o 17º posto na classificação da Bundesliga com 28 pontos – dois atrás do Fortuna Dusseldorf-, colecionando o total de 7 vitórias, 7 empates e DEZENOVE derrotas em 33 jogos, obtendo míseros 28,3% de aproveitamento através desta trágica campanha na competição. Vale ressaltar ainda, que os comandados de Florian Kohfeldt são donos do segundo pior ataque (36 gols marcados) e da segunda defesa mais vazada do campeonato (68 gols sofridos).

Embora “respirando por aparelhos”, o Werder Bremen teve uma grande chance de entrar na última rodada da Bundesliga dependendo apenas de si para escapar da degola, uma vez que a equipe do norte da Alemanha enfrentou o Mainz 05, outro oponente que figura na parte debaixo da tabela. No entanto, o Werder saiu de campo derrotado por 3 a 1, um resultado que só não o rebaixou por conta do empate em 1 a 1 entre Fortuna Dusseldorf e Augsburg.

Desta maneira, restou ao Werder Bremen depositar todas as suas fichas no jogo da última rodada contra o Colônia, outro adversário que passou a temporada inteira lutando contra o rebaixamento e no momento ocupa a 14ª posição da Bundesliga. Aliás, muitos acreditam que o fator campo poderá beneficiar o Werder neste embate pra lá de decisivo, porém é bom recordar que o time verde e branco registra a pior campanha como mandante no campeonato, somando apenas um triunfo em 16 partidas atuando em seus domínios até aqui. Ou seja, um dado que serve perfeitamente como parâmetro para demonstrar que o risco do rebaixamento ainda é grande pelos lados do Weser.

Isso me machuca. Sinto pelo clube, por todos os funcionários que trabalham no clube. Mas tentaremos tudo no próximo jogo, pois mesmo que tenhamos uma chance mínima de permanecer na Bundesliga, essa chance ainda existe. Então vamos fazer tudo o que pudermos, temos que vencer e ter esperança. Devemos isso aos torcedores”, disse o técnico Florian Kohfeldt.

Diante de todo este cenário, não restam dúvidas de que o Werder Bremen precisará de um verdadeiro milagre no próximo sábado (27) para evitar o segundo rebaixamento de sua história. Ademais, o principal agravante disso tudo, é saber que os alviverdes podem estar prestes a seguir o mesmo caminho trilhado por Kaiserslautern, Nurnberg, Hamburgo e Stuttgart, isto é, emblemáticos clubes do futebol alemão que atravessam uma duríssima realidade e hoje nem ao menos disputam a Bundesliga. O jogo que definirá o destino do Werder começa a partir das 10:30 (horário de Brasília), no Weserstadion. Aguardemos!

Deixar um comentário

Menu