Porto, campeão português 2019/20

Com gols de Danilo Pereira e Moussa Marega, o Porto venceu o clássico diante do Sporting por 2 a 0 e, de quebra, faturou o caneco da Liga NOS na temporada 2019/20, sendo este, o 29º título nacional dos Dragões ao longo da trajetória.

Bastava um simples empate na tarde de ontem (15), para que o Porto confirmasse o título da Liga NOS com duas rodadas de antecedência. Entretanto, somar esse mísero ponto não seria uma tarefa nada fácil aos Dragões, visto que do outro lado estava o Sporting, terceiro colocado na tabela do campeonato e invicto – até então – desde a retomada da temporada em Portugal. Por este motivo, a apreensão era grande entre os portistas antes do clássico, aliás, ela só não era maior porque o estádio do Dragão sem a presença de torcedores em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Contudo, a conquista dos Dragões começou a ser desenhada aos 19 minutos da segunda etapa, quando o meio-campista Danilo Pereira abriu o placar a favor dos anfitriões, enquanto o gol do título deu-se aos 46 minutos, e teve como autor o malinês Moussa Marega – artilheiro da equipe azul e branca na Liga NOS com 11 tentos. A propósito, é importante salientar que o Porto venceu TODOS os clássicos disputados na atual edição do torneio, somando dois triunfos frente o Benfica (2 a 0 e 3 a 2) e outros dois contra o Sporting (2 a 1 e 2 a 0).

Consequentemente, o Porto chegou aos 79 pontos na classificação da Liga NOS, isto é, oito a mais em relação ao vice-colocado Benfica. E como restam somente duas rodadas para o término da competição, os Dragões garantiram o título português de maneira antecipada. Colecionando o total de 25 vitórias, 4 empates e três derrotas em 32 jogos, os comandados de Sérgio Conceição são donos da melhor campanha tanto como mandante quanto como visitante no torneio, e registram 82,3% de aproveitamento através desta excelente performance.

Para se ter uma ideia, o Porto é a equipe que mais vezes balançou as redes na Liga NOS com 67 gols marcados (2,09 por jogo), ao passo que a defesa é a menos vazada do campeonato com 19 gols sofridos (0,59 por jogo). Em contrapartida, não restam dúvidas de que a paralisação da temporada ajudou – e muito – os Dragões na batalha pelo título português, pois os portitas conquistaram 19 pontos contra apenas 12 dos benfiquistas nos oito compromissos disputados por ambos no período pós pandemia.

Curiosamente, o título do Porto tem um tom verde e amarelo, já que quatro brasileiros integram o elenco portista. Trata-se do lateral Alex Telles, do meia Otávio e do atacante Tiquinho Soares. Além deles, o zagueiro Pepe também deixou a marca do Brasil nesta conquista, embora o ex-atleta do Real Madrid seja naturalizado português. Ademais, o experiente Iker Casillas é outro personagem desta triunfante campanha. Apesar de não ter disputado nenhuma partida durante a temporada em função de um problema cardíaco, o goleiro de 39 anos de idade foi inscrito pelos Dragões campeonato.

“São os torcedores que fazem a grandeza de um clube e o Porto é grande, principalmente, por causa da torcida. Os que sentem verdadeiramente o clube e são apaixonados por estas cores. No fundo, eles são muitas vezes o 12º jogador do time. Muita gente pensa que é um clichê, mas sei o que estou falando porque cheguei ao clube com 16 anos. Por isso, dedico o título a eles e ao grupo de trabalho.” disse o técnico Sérgio Conceição.

O título da Liga NOS já garantiu aos portistas uma vaga direta na fase de grupos da próxima edição da Champions League, portanto, a partir de agora os Dragões voltarão todas as suas atenções à Taça de Portugal, torneio pelo qual eles disputarão a final contra o eterno rival Benfica, que por sinal, continua sendo o clube mais vezes campeão português com 37 canecos no currículo, seguido por Porto e Sporting com 29 e 18 conquistas, respectivamente. Completam a lista de vencedores nacionais, as equipes de Belenenses e Boa Vista com um único troféu cada.

Deixar um comentário

Menu