Real Madrid, campeão espanhol 2019/20

A temporada 2019/20 ficará marcada eternamente na memória dos torcedores madridistas, e não apenas pelo fato dela ter sido a mais longa da história do futebol espanhol, mas também porque o Real Madrid ergueu a taça da LaLiga pela primeira vez no estádio Alfredo Di Stéfano.

Em função da pandemia do novo coronavírus, o futebol ficou paralisado por mais de 90 dias na Espanha, o que acabou dificultando ainda mais a caminhada dos Blancos rumo à conquista da LaLiga, afinal, foram onze longos meses de uma dura batalha. Todavia, é importante salientar que os merengues iniciaram a temporada em baixa, a começar porque Zinedine Zidane tinha em mãos em grupo sem confiança e envelhecido, visto que sete jogadores do elenco madridista têm ou já superaram os 30 anos de idade. Além disso, Barcelona e Atlético Madrid haviam investido pesado em contratações, portanto o sonho do título espanhol estava bem distante do Santiago Bernabéu.

Diante deste cenário, o Real Madrid decidiu inovar ao apostar quase todas as suas fichas na aquisição de jovens atletas nesta temporada. Não à toa, os novatos Éder Militão, Ferland Mendy, Rodrygo, Reinier e Luka Jovic chegaram ao Santiago Bernabéu, enquanto o atacante Éden Hazard foi o único reforço de peso apresentado pelos Blancos. Assim, além de rejuvenescer o plantel, Zinedine Zidane tornou-o mais forte, sobretudo porque alguns remanescentes do tricampeonato europeu ainda integravam o time, como eram os casos de Dani Carvajal, Marcelo, Raphael Varane, Sérgio Ramos, Nacho Fernández, Casemiro, Toni Kroos, Luka Modric, Karim Benzema e Gareth Bale.

Embora o Real Madrid tenha passado a maior parte da temporada brigando diretamente pela liderança do campeonato com o Barcelona, os campeões espanhóis engrenaram pra valer mesmo após a retomada da LaLiga. Para se ter uma ideia, os merengues venceram os dez compromissos disputados na fase pós quarentena, ao contrário do Barça, que contabilizou seis vitórias, três empates e uma derrota neste período.

Consequentemente, o esquadrão de Zinedine Zidane assumiu a ponta da tabela da LaLiga e de lá não saiu mais, tanto é, que eles garantiram o título espanhol com uma rodada de antecedência. Líder isolado do campeonato com 86 pontos – sete a mais que o vice-colocado Barcelona-, o Real Madrid coleciona o total de 26 vitórias, 8 empates e três derrotas em 37 jogos disputados, registrando 77,5% de aproveitamento através desta campanha digna de um campeão.

Mas curiosamente, o detalhe que mais chamou a atenção na campanha triunfal dos merengues foi a solidez defensiva da equipe, vazada somente 23 vezes no campeonato, obtendo assim, uma baixíssima média de 0,62 tentos sofridos por partida. Logo, fica evidente porque a defesa madridista é a melhor da competição, superando inclusive a do Atlético Madrid, time que costuma liderar a liga neste quesito. Vale ressaltar ainda, que os Blancos não sofreram gols em 19 das 37 rodadas disputadas até então pelo torneio, isto é, o equivalente a um turno inteiro. Deste modo, o Real Madrid é o participante que acumula mais jogos sem ter as redes balançadas na LaLiga.

“O sentimento é incrível, porque o que os jogadores fizeram é impressionante. É verdade que eu tenho o meu papel, mas eles são os que lutam e acreditam. É uma equipe impressionante de pessoas e quando os vejo tão felizes, fico muito feliz também. Mesmo aqueles que jogaram menos foram comprometidos. Mesmo aqueles que jogam menos contribuem para a equipe. Não tenho palavras para definir a emoção que estou sentindo”, disse o treinador Zinedine Zidane.

Campeão espanhol pela 34ª vez ao longo da trajetória, o Real Madrid ampliou a sua vantagem em relação ao Barcelona, que soma 26 canecos nacionais. Enquanto isso, Zinedine Zidane caminha a passos largos para tornar-se o técnico mais vencedor na história madridista, afinal, o comandante francês ergueu o seu 11º troféu à frente dos Blancos, e agora está a apenas três de igualar os 14 títulos de Miguel Muñoz, treinador do time durante os anos de 1960 a 1974. Contudo, só nos resta saber se Zizou conquistará uma nova taça ainda nesta temporada, já que os merengues continuam vivos na briga pela Champions League. A ver!

Deixar um comentário

Menu