Concacaf

7 Posts Back Home

Acumulando fiascos, o México adiciona mais um em sua extensa coleção

Uma vitória, um empate, uma derrota, um gol marcado e outro sofrido. Essa pífia campanha resultou na desclassificação do México na fase de grupos da Copa América. Aliás, um filme que já havia se repetido no Mundial do Catar, quando os mexicanos sofreram a primeira queda no estágio inicial do torneio desde 1978. Inclusive, a decepcionante Copa do Mundo realizada pelo selecionado asteca motivou a FMF (Federação Mexicana de Futebol) a demitir o treinador Gerardo Martino, após um ciclo de quase quatro anos, para contratar Diego Cocca, a fim de iniciar um processo de reformulação absolutamente furado, tanto é, que o técnico argentino deixou o cargo depois de míseros sete compromissos, em virtude da derrota por 3 a 0 diante dos Estados Unidos nas semifinais da Liga das Nações da Concacaf no ano passado. Contudo, ainda planejando dar sequência a reconstrução da La Tri, a FMF apostou na contratação do…

A principal força da Concacaf na atualidade, está de volta à Copa do Mundo após 36 anos

Após longos 36 anos de espera, enfim os canadenses poderão acompanhar novamente a sua seleção disputar uma Copa do Mundo e, detalhe, com totais condições de surpreender nos gramados do Catar. Da mesma forma que é comum termos um grupo da morte em cada edição da Copa do Mundo, também é normal vermos uma seleção surpreendendo no torneio, a julgar por Portugal, em 2006, Uruguai, em 2010, e Croácia, em 2018. Pois é, e de acordo com a evolução do Canadá nos últimos anos, os comandados de John Herdman desembarcarão no Catar com enormes chances de ser a grande sensação do próximo Mundial. Vale ressaltar, que o regresso do Canadá à Copa do Mundo após mais de três décadas, deve-se especialmente em função do excelente trabalho realizado pelo treinador John Herdman. A começar pela mudança de mentalidade imposta pelo jovem técnico de 46 anos na seleção canadense, tendo em vista…

Fama de “vice” segue atormentando Tata Martino

Pela quinta vez na carreira, a segunda à frente da seleção mexicana, o treinador Gerardo “Tata” Martino perdeu uma final internacional, o que fez aumentar o seu rótulo de azarão no mundo da bola. A pior coisa para um profissional do esporte, seja ele atleta ou treinador, é ser derrotado em uma decisão de campeonato. Pois é, e ninguém sabe isso melhor do que o técnico Tata Martino, que perdeu a sua QUINTA final internacional após o revés do México diante os Estados Unidos por 1 a 0, em Las Vegas, lembrando que anteriormente, o comandante argentino já havia ficado com os vice-títulos das edições de 2011, 2015 e 2016 da Copa América, e o da Liga das Nações da Concacaf há pouco menos de dois meses. Contudo, o vice mais recente foi o que pesou de forma mais negativa sob o treinador de 58 anos de idade. A começar…

Tigres, finalmente, campeão da Concachampions

Assim como ocorreu nos últimos 14 anos, um clube mexicano encerrou uma temporada erguendo o caneco da Concachampions. Em contrapartida, tivemos um campeão inédito na atual edição do torneio, visto que o Tigres sagrou-se campeão continental pela primeira vez na história. O ano de 2020 ficará marcado eternamente na memória dos torcedores do Tigres, e tudo em função da conquista do tão sonhado título da Concachampions, que não à toa, já é considerado o maior feito da história da equipe de Nuevo León. Apesar da enorme tradição no futebol mexicano, os auri-azuis carregavam consigo a indigesta sina de nunca terem faturado a taça da principal competição do continente americano, lembrando que eles estrearam no torneio em 1979, isto é, há mais de quatro décadas. Além disso, o que pesava contra o Tigres era o fato de diversos times mexicanos já terem conquistado a Concachampions, em especial o seu maior rival,…

Vencer ou vencer, eis o dilema do México na Copa Ouro

No próximo sábado (15), teremos o início da 15ª edição da Copa Ouro, tradicional torneio que envolve selecionados da América do Norte e Central. E como não poderia deixar de ser, o México, principal membro da Concacaf, se apresenta mais uma vez como grande favorito ao título da competição. O México desembarca nos Estados Unidos para a disputa da Copa Ouro 2019, como franco favorito à vencer o torneio. Situado no grupo A do campeonato, ao lado de Canadá, Martinica e Cuba, os mexicanos são os maiores vencedores da competição ao longo da trajetória, somando o montante de sete conquistas continentais até aqui, seguido de perto pela seleção norte-americana, que contabiliza seis canecos no currículo. Aliás, a edição anterior da Copa Ouro, realizada em 2017, também na terra do Tio Sam, terminou com os Yankees erguendo o troféu de campeão. O fato do México ser a seleção mais vezes campeã da…

Um sonho chamado Copa do Mundo

Épica, assim podemos definir a classificação do Panamá para disputar a sua primeira Copa do Mundo ao longo da história. Isso porque o tento marcado por Román Torres sobre a Costa Rica (2 x 1), aos 43 minutos da segunda etapa, levou o estádio Rommel Fernández, na cidade do Panamá, literalmente abaixo, e como não poderia deixar de ser, este feito foi considerado um verdadeiro milagre por toda a nação panamenha. Quem seria capaz de imaginar que o Panamá, pequeno país caribenho composto por pouco mais de 4 milhões de habitantes, que é mais conhecido pelo fato de ser um paraíso fiscal e turístico, por ser isento de impostos e obter belíssimas praias, e além disso tudo ter o beisebol e o boxe como principais esportes, conseguiria garantir uma vaga na Copa do Mundo 2018? Pois foi exatamente isso que aconteceu, através de muita luta e empenho, a La Marea Roja será…

Miami mais próximo da MLS

O crescimento da Major League Soccer continua se acentuando a cada temporada, isso fica provado através da excelente média de público nos estádios, do aumento das quotas televisivas (cada vez mais pessoas acompanham a MLS), e logicamente, pelo fato do enorme retorno financeiro que cada franquia obtém através da venda de produtos oficiais e expansão de suas marcas. Pensando nisso, o inglês David Beckham entrou de cabeça no projeto de inserir a sua própria franquia na liga norte-americana. Porque David Beckham? A carreira de David Beckham dentro das quatro linhas foi excepcional, afinal, o inglês viveu momentos de glória vestindo principalmente as camisas do Manchester United (1993 – 2003) e do Real Madrid (2003 – 2007). Acontece que quando Beckham estava próximo de pendurar as chuteiras, em 2007, o craque que na época completava 32 anos de idade, aceitou o desafio de engressar no futebol norte-americano, tornando-se uma espécie de garoto propaganda do Los Angeles Galaxy. Consequentemente, David Beckham fez com…

Menu