Gigante da Baviera

11 Posts Back Home

Do rebaixado Burnley rumo à Baviera. Vincent Kompany é o novo técnico do Bayern

Não apenas sem títulos, mas na terceira colocação da Bundesliga. Assim a temporada 2023-24 terminou para o Bayern de Munique, que segue colhendo os frutos das equivocadas decisões tomadas pela diretoria nos últimos anos. A propósito, a última temporada que o Bayern encerrou a Bundesliga não assegurando nem ao menos o vice-título ocorreu na edição 2010-11 do campeonato, época em que o time foi comandado por Louis van Gaal até a 29ª rodada e terminou a campanha com interino Andries Jonker no cargo, ficando atrás de Borussia Dortmund e Bayer Leverkusen, respectivamente. Pois é, e a péssima temporada realizada pelo Bayern resultou na saída de Thomas Tuchel. Por sinal, uma demissão anunciada de forma precipitada no começo do ano, já que o Gigante da Baviera tentou convencê-lo a ficar depois que a equipe superou o Arsenal nas quartas-de-final da Champions League. Todavia, a diretoria acabou ouvindo um sonoro não do…

Queda em Madrid, confirma temporada sem títulos do Bayern

As chances do Bayern de Munique dar uma volta olímpica na temporada 2023-24 se esgotaram depois da dolorosa derrota por 2 a 1, de virada, diante do Real Madrid no Santiago Bernabéu, que resultou na eliminação dos alemães nas semifinais da Champions League. Pois é, após o vice-título da Supercopa da Alemanha – acompanhado pelo revés por 3 a 0 frente o RB Leipzig, em plena Allianz Arena -, da precoce queda na DFB-Pokal ante o modesto Saarbrucken – da terceira divisão, além da perda da Bundesliga após 11 conquistas seguidas, o Gigante da Baviera viu o último capítulo da temporada ser encerrado da pior forma possível, tendo em vista que os bávaros estavam a minutos de disputar a sua 12ª final de Champions League. Aliás, mesmo após um empate em 2 a 2 na Allianz Arena, tudo parecia conspirar a favor dos pupilos de Thomas Tuchel no Santiago Bernabéu,…

A noventa minutos de Wembley

A troca de farpas via imprensa envolvendo Thomas Tuchel e o presidente honorário do Bayern de Munique, Uli Hoeness, às vésperas da primeira partida das semifinais da Champions League contra o Real Madrid, diminuíram ainda mais as expectativas dos bávaros em relação a um triunfo na Allianz Arena. Aliás, enfrentar o ‘Rei da Europa’ não é uma tarefa fácil em nenhuma cirscuntância, tampouco vivendo um clima de tensão e uma temporada de total instabilidade, que teve início com o vice-título da Supercopa da Alemanha, passou pela precoce queda na DFB-Pokal (Copa da Alemanha) diante do modesto Saarbrucken, da terceira divisão, antes mesmo da chegada do Natal, e teve como principal componente a perda da primeira Bundesliga após 11 anos. Inclusive, este combo de insucessos, aliado ao péssimo futebol praticado pelo Bayern, resultou na decisão da não continuidade de Thomas Tuchel após o término da temporada. Por outro lado, o Real…

O verdadeiro Bayern deu as caras na Champions League

A virada por três gols sofrida pelo Bayern de Munique frente o Heidenheim na rodada anterior da Bundesliga (3 a 2) foi apenas mais uma das diversas marcas negativas registradas pelo Gigante da Baviera ao longo da temporada 2023-24. A propósito, o sexto revés dos comandados de Thomas Tuchel na Bundesliga, que corresponde ao maior número de derrotas assinaladas pelo Bayern desde a última temporada em que o clube não ergueu a Meisterschale, reduziu para menos de um por cento as chances dos bávaros impedirem o fim da sua hegemonia no certame do futebol alemão, dada a larga distância de 16 pontos aberta pelo líder Bayer Leverkusen, a seis rodadas do término da competição. Diante deste obscuro cenário, o Bayern de Munique desembarcou em Londres para encarar o Arsenal pelas quartas-de-final da Champions League com a confiança totalmente em baixa, e pressionado na busca pelo único possível título da temporada,…

Bayern define a saída de Tuchel em meio as pessimistas disputas da Bundesliga e da Champions League

A terceira derrota seguida do Bayern de Munique foi o estopim para a diretoria do clube alemão decidir que Thomas Tuchel não permanecerá no comando técnico da equipe após o término da temporada embora o seu atual vínculo seja válido até 2025, o que significa que a busca por um novo treinador já começou na Baviera. Assim, o revés por 3 a 2 diante do Bochum ao menos serviu para a cúpula diretiva do Bayern mudar o discurso sobre a situação de Thomas Tuchel, a julgar que a continuidade do técnico de 50 anos de idade estava sendo assegurada mesmo após as quedas frente Bayer Leverkusen e Lazio. Além disso, a derrota para o 11º colocado da Bundesliga, que em temporadas passadas seria totalmente impensável, deixou evidente que a relação entre Thomas Tuchel e os jogadores do Bayern é a pior possível. Por mais que a proficiência tática seja importante…

A soberania do Bayern e o emprego de Thomas Tuchel podem evaporar no final da temporada

Desolado! Assim o Bayern de Munique retornou à Baviera após a derrota por 3 a 0 frente o Bayer Leverkusen no jogo que era considerado pelos hendecacampeões alemães como a final antecipada da Bundesliga. A propósito, as expectativas geradas pelo Bayern antes da partida na BayArena foram tantas que todos imaginavam que os comandados de Thomas Tuchel entrariam em campo sedentos pela vitória, algo que, definitivamente, não aconteceu, a julgar pelo baixíssimo índice de 0,27 gols esperados por parte do Gigante da Baviera. Inclusive, a impressão deixada após o terceiro revés do Bayern na atual temporada da Bundesliga foi a de que os 59 tentos marcados pela equipe que ainda é dona do melhor ataque do campeonato, bem como os 24 gols do artilheiro da competição, Harry Kane, não passam de uma simples miragem, sobretudo porque o atacante inglês não concedeu uma única finalização na meta de Lukas Hradecky. Por…

O Bayern tem quatro meses para sustentar sua soberania na Bundesliga

A derrota do Bayern de Munique pelo placar mínimo frente o Werder Bremen em plena Allianz Arena, aliada ao triunfo por 3 a 2 do Bayer Leverkusen sobre o RB Leipzig nos minutos finais da partida na Saxônia, retratam que a hegemonia dos bávaros nunca esteve tão ameaçada no futebol alemão desde a conquista do primeiro da série de onze títulos consecutivos da Bundesliga. Pois é, e embora isso já pareça claro há algum tempo em função da excelente campanha do Bayer Leverkusen, digna de um verdadeiro Bayern de Munique – vide os 48 de 54 possíveis pontos somados pelos líderes da Bundesliga -, essa é uma situação que ainda parece não preocupar os hendecacampeões alemães, talvez pelo excesso de confiança adquirido por eles terem erguido a Meisterschale em 19 das últimas 25 temporadas. Aliás, vale ressaltar que neste período de total supremacia, o Gigante da Baviera chegou a vencer…

Tensão, conflitos e confusões, deram lugar a um inverno tranquilo na Baviera

Mais um ano teve início com a chegada de 2024 que, embora em suas primeiras horas, já nos apresenta uma grande peculiaridade: a paz que impera na Baviera ainda que o Bayern de Munique ocupe a vice-colocação na tabela da Bundesliga. Pois é, a hegemonia constituída pelo Bayern no certame do futebol alemão por intermédio das onze conquistas seguidas da Bundesliga acabou fazendo com que apenas a liderança do campeonato não fosse suficiente para satisfazer os exigentes torcedores bávaros, em especial durante o período da pausa de inverno no calendário que ocorre entre os meses de dezembro e janeiro, o que para muitos nada mais é do que o caríssimo preço da fama. Todavia, a tranquilidade vista na Baviera nessa virada de ano sinaliza que as coisas mudaram no Bayer de Munique após a chegada de Thomas Tuchel, inclusive essa é a primeira vez desde a terceira passagem de Jupp…

Os paradigmas de Thomas Tuchel à frente do Bayern de Munique

A precoce eliminação do Bayern de Munique na 2ª Fase da Copa da Alemanha frente o modesto Saarbrucken, propiciou o início de uma pequena crise na Baviera às vésperas do primeiro Der Klassiker da temporada 2023-24, afinal, foi a queda do clube campeão das últimas onze edições da Bundesliga diante de outro que ocupa apenas a 15ª colocação da terceira divisão do futebol alemão. À vista disso, boatos envolvendo a insatisfação de alguns jogadores do Bayern junto aos métodos de treinamentos de Thomas Tuchel movimentaram o noticiário esportivo alemão nos dias que antecederam o Der Klassiker, bem como assuntos relacionados a involução e a dificuldade do conjunto bávaro em vencer adversários de maior nível técnico sob o comando do ex-treinador do Chelsea, vide as recentes derrotas para o RB Leipzig por 3 a 0 na decisão da Supercopa da Alemanha, além do empate em 2 a 2 contra o Bayer…

Renegar o simples está saindo caro para Tuchel no Bayern de Munique

Ao retornar da Saxônia com um empate em 2 a 2 na bagagem, o invicto Bayern de Munique encerrou a 6ª rodada da Bundesliga na TERCEIRA posição da tabela com 14 pontos (4V-2E), dois a menos em relação ao líder Bayer Leverkusen, e a um do vice-colocado Stuttgart. Diante deste cenário, fica claro e evidente porque a pressão sobre Thomas Tuchel já é enorme pelos lados da Baviera, considerando ainda que os atuais hendecacampeões alemães venceram somente um dos quatro jogos mais difíceis realizados neste início de temporada, registrando dois empates e uma derrota nas demais partidas, conforme você pode conferir abaixo: DataPartidaCompetição12/08Bayern 0 x 3 RB LeipzigSupercopa (ALE)15/09Bayern 2 x 2 Bayer LeverkusenBundesliga20/09Bayern 4 x 3 Manchester Utd.Champions League30/09RB Leipzig 2 x 2 BayernBundesliga Ainda assim, o mais recente destes resultados pode ser considerado uma vitória, já que os bávaros encerraram a primeira etapa do jogo contra o RB…

Se antes faltava um atacante, agora falta um goleiro ao Bayern

Após longos dias de uma arrastada negociação, Harry Kane estreou defendendo as cores do Bayern de Munique no dia em que o acordo junto ao Tottenham foi concluído e, o melhor, tendo logo de cara a enorme oportunidade de erguer o primeiro caneco em 12 anos de carreira, já que um simples triunfo dos bávaros sobre o RB Leipzig na Allianz Arena, lhe renderia o título da Supercopa alemã. Mas apesar do cenário pra lá de favorável, ainda não foi desta vez que Harry Kane soltou o grito de campeão, visto que o RB Leipzig, literalmente, atropelou o Bayern por 3 a 0, com direito a um hat-trick de Dani Olmo, o que resultou na inédita conquista da Supercopa da Alemanha por parte do clube da Saxônia. Contudo, ao contrário do que os torcedores bávaros imaginavam, Harry Kane não iniciou a final entre os titulares do Bayern, visto que o…

Menu