La Tri

5 Posts Back Home

Acumulando fiascos, o México adiciona mais um em sua extensa coleção

Uma vitória, um empate, uma derrota, um gol marcado e outro sofrido. Essa pífia campanha resultou na desclassificação do México na fase de grupos da Copa América. Aliás, um filme que já havia se repetido no Mundial do Catar, quando os mexicanos sofreram a primeira queda no estágio inicial do torneio desde 1978. Inclusive, a decepcionante Copa do Mundo realizada pelo selecionado asteca motivou a FMF (Federação Mexicana de Futebol) a demitir o treinador Gerardo Martino, após um ciclo de quase quatro anos, para contratar Diego Cocca, a fim de iniciar um processo de reformulação absolutamente furado, tanto é, que o técnico argentino deixou o cargo depois de míseros sete compromissos, em virtude da derrota por 3 a 0 diante dos Estados Unidos nas semifinais da Liga das Nações da Concacaf no ano passado. Contudo, ainda planejando dar sequência a reconstrução da La Tri, a FMF apostou na contratação do…

Equador retorna fortalecido do Catar, e já pensa em 2026

Embora eliminado na fase de grupos da Copa do Mundo de 2022, o Equador retorna fortalecido do Catar, o que aumenta as expectativas dos equatorianos em relação ao Mundial de 2026. A batalha do Equador para jogar a quarta Copa do Mundo de sua história, teve início através da longa e árdua caminhada trilhada pela La Tri nas Eliminatórias. Na ocasião, os equatorianos encerraram o torneio qualificatório na quarta colocação da tabela somando 26 pontos em 18 jogos (7V-5E-6D), o que lhes garantiu a conquista da última vaga direta ao Mundial do Catar, sem a necessidade de disputar a repescagem. Apesar de não contar com nenhuma grande estrela, o Equador desembarcou no Catar tendo totais condições de avançar às oitavas-de-final em virtude do bom jogo coletivo da seleção comandada por Gustavo Alfaro, e do talento de alguns jovens jogadores do elenco, como é o caso do trio que defende as…

Uruguai x Equador

Na noite deste domingo, será a vez de uruguaios e equatorianos estrearem na Copa América 2019. Situadas no grupo C do torneio, as seleções se enfrentarão a partir das 19:00 (horário de Brasília), no estádio do Mineirão. Uruguai O Uruguai desembarca no Brasil carregando consigo o rótulo de ser um dos grandes favoritos à erguer o caneco da Copa América. E essa constatação se comprova, ao analisarmos a ótima campanha da Celeste no Mundial da Rússia, uma vez que os uruguaios foram eliminados apenas nas quartas de final, após perderem da campeã, França, lembrando que na fase anterior (oitavas de final), os pupilos de Óscar Tabárez superaram a poderosa seleção de Portugal, atual campeão da Eurocopa. A campanha da Celeste nas Eliminatórias da Copa de 2018 também merece destaque, pois o conjunto charrua terminou a competição na vice-posição da tabela com 31 pontos, permanecendo somente atrás do líder Brasil. Colecionando 9 vitórias, 4 empates e cinco…

Vencer ou vencer, eis o dilema do México na Copa Ouro

No próximo sábado (15), teremos o início da 15ª edição da Copa Ouro, tradicional torneio que envolve selecionados da América do Norte e Central. E como não poderia deixar de ser, o México, principal membro da Concacaf, se apresenta mais uma vez como grande favorito ao título da competição. O México desembarca nos Estados Unidos para a disputa da Copa Ouro 2019, como franco favorito à vencer o torneio. Situado no grupo A do campeonato, ao lado de Canadá, Martinica e Cuba, os mexicanos são os maiores vencedores da competição ao longo da trajetória, somando o montante de sete conquistas continentais até aqui, seguido de perto pela seleção norte-americana, que contabiliza seis canecos no currículo. Aliás, a edição anterior da Copa Ouro, realizada em 2017, também na terra do Tio Sam, terminou com os Yankees erguendo o troféu de campeão. O fato do México ser a seleção mais vezes campeã da…

Equador e Copa América, dois pólos que não se atraem

Situado no grupo C da Copa América, ao lado de Uruguai, Chile e Japão, a seleção do Equador desembarcou em Belo Horizonte na manhã desta terça-feira (11), com a esperança de conquistar o inédito título do torneio continental. Apenas duas seleções jamais sentiram a emoção de erguer o caneco da Copa América ao longo da trajetória, me refiro aos selecionados de Venezuela e Equador. Logo, fica evidente que os equatorianos não têm a tradição de vencer títulos, lembrando que eles participaram 27 vezes do torneio sul-americano até hoje. Por esta razão, a missão da La Tri no Brasil não será nada fácil, sobretudo porque a equipe comandada por Hernán “Bolillo” Gómez vem passando por um processo de reformulação, depois de terem ficado de fora da última Copa do Mundo em 2018. Ao analisarmos a campanha dos equatorianos nas Eliminatórias da Copa de 2018, notamos que a La Tri teve um desempenho realmente decepcionante. Para…

Menu