CABJ

2 Posts Back Home

De volta à Bombonera

Os torcedores xeneizes estão sedentos pelo início da temporada de 2020, afinal, a série de mudanças pelas quais passou a direção do Boca Juniors, prometem levar o time seis vezes campeão da Copa Libertadores novamente ao caminho dos títulos. Sem erguer nenhum caneco no ano passado, o Boca Juniors viveu uma temporada tenebrosa em 2019, sobretudo porque o conjunto azul e ouro foi mais uma vez eliminado da Copa Libertadores pelo seu maior rival, River Plate, porém nesta ocasião, na fase semifinal do torneio. Aliás, foi exatamente este revés que determinou a saída do treinador Gustavo Alfaro, da Bombonera. Nem mesmo a boa campanha da equipe na Superliga da Argentina foi capaz de livrar a cabeça de Alfaro da degola, lembrando que os xeneizes ocupam a vice-posição na tabela do campeonato com 29 pontos, um a menos que o surpreendente líder, Argentinos Juniors. Após sondar alguns medalhões, dentre eles Luiz Felipe Scolari, o nome escolhido pela diretoria do Boca…

Novo comandante na Bambonera

Como já era esperado, o revés do Boca Juniors diante do eterno rival, River Plate, na decisão da Copa Libertadores de 2018, custou caro ao treinador Guillermo Barros Schelotto, que embora tenha uma enorme identificação com os torcedores xeneizes, foi oficialmente demitido poucos dias após a fatídica derrota do conjunto de La Boca no estádio Santiago Bernabéu. A trajetória de Guillermo Barros Schelotto no comando do Boca Juniors durou apenas dois anos, isso porque o novato treinador de 43 anos de idade foi demitido pela diretoria na semana passada. Embora o Boca da era Schelotto tenha conquistado o título do campeonato argentino duas vezes seguidas, o fraco desempenho da equipe em copas, além do pífio retrospecto do time nos confrontos diretos contra o River Plate, foram determinantes para a saída de Mellizo da Bambonera. Os Estados Unidos certamente será o destino do treinador argentino, visto que o Los Angeles Galaxy, franquia pela qual atua o craque sueco Zlatan…

Menu