O saudoso Blackburn, de Kenny Dalglish

No último dia 14, os torcedores do Blackburn Rovers, tradicional clube da Terra da Rainha, comemoraram o aniversário de 25 anos da célebre conquista da Premier League, um feito que marcou gerações e vai ficando cada vez mais no passado.

Quem não se lembra do Leicester, de Claudio Ranieri, que surpreendeu o mundo em 2016 ao conquistar o inédito título da Premier League? Pois é, uma façanha e tanto alcançada pelos Foxes, afinal, estamos nos referindo a liga mais competitiva do futebol mundial. Em contrapartida, o que poucos se recordam é que o Blackburn Rovers já havia repetido esta proeza na temporada 1994/95, época em que o conjunto de Lancashire montou um verdadeiro esquadrão e deu a volta olímpica após 81 anos de um longo jejum.

Mas ao contrário do Leicester, o Blackburn só foi capaz de vencer a Premier League graças ao aporte financeiro de Jack Walker, magnata da indústria metalúrgica e torcedor fanático da equipe, que disponibilizou uma parte de sua fortuna ao clube de coração. Assim, os Rovers, sempre acostumados a lidar com acessos e descensos, tiveram a oportunidade de contratar nomes de peso no início da década de 90. O primeiro a chegar ao Ewood Park foi o treinador Kenny Dalglish, considerado uma das maiores lendas da história do Liverpool. Posteriormente, foi a vez do atacante Alan Shearer desembarcar em Lancashire para defender as cores do time azul e branco.

Membro-fundador da liga inglesa em 1888, o Blackburn é um dos primeiros clubes profissionais da Inglaterra - foi fundado há 144 anos.
Membro-fundador da Football League em 1888, o Blackburn é um dos clubes profissionais mais antigos da Inglaterra – foi fundado há 144 anos.

Depois de regressar à Premier League em 1992 – após 26 anos e já com Kenny Dalglish à frente da equipe – o Blackburn conquistou o quarto e segundo lugares, respectivamente, nas edições de 1992/93 e 1993/94 do campeonato. Todavia, o melhor ainda estava por vir, já que na temporada seguinte (1994/95), o time de Lancashire sagrou-se campeão inglês, algo que nem o torcedor mais fanático dos Rovers seria capaz de imaginar.

Na ocasião, os pupilos de Kenny Dalglish desbancaram o poderoso Manchester United por um ponto de diferença na tabela da Premier League (89 a 88 pontos). Em 42 jogos disputados, o Blackburn colecionou o total de 27 vitórias, 8 empates e sete derrotas, registrando 70,6% de aproveitamento através desta ótima campanha. Vale destacar, que o poderio ofensivo dos Rovers, dono do melhor ataque do campeonato com 80 tentos marcados, acabou sendo preponderante para aquela memorável conquista – Alan Shearer foi o artilheiro do torneio com 34 gols.

Blackburn Rovers, campeão inglês em 1995, atuava no 4-4-2 (Flowers; Berg, Hendry, Pearce e Le Saux; Ripley, Atkins, Sherwood e Wilcox; Sutton e Shearer).
O Blackburn Rovers, campeão inglês em 1995, atuava no 4-4-2 com: Flowers; Berg, Hendry, Pearce e Le Saux; Ripley, Atkins, Sherwood e Wilcox; Sutton e Shearer.

Embora os Rovers tenham permanecido invictos nas sete primeiras partidas da Premier League 1994/95, eles só confirmaram o título na jornada final do torneio. A propósito, somente o vice-líder, Manchester United, iniciou a última rodada com chances de faturar o título juntamente com o líder, Blackburn. Como não poderia deixar de ser, os Red Devils eram considerados favoritos ao título, sobretudo porque eles corriam em busca do tricampeonato inglês. Entretanto, com o tropeço da equipe comandada por Alex Ferguson frente o West Ham (1 a 1), os azuis soltaram o grito de campeão mesmo com o revés diante do Liverpool por 2 a 1, em Anfield.

No entanto, bastou o Blackburn erguer a tão sonhada taça da Premier League para que o time começasse a descer ladeira abaixo. Para se ter uma ideia, os Rovers ficaram apenas na 7ª posição da liga logo em sua primeira temporada pós título, enquanto pela Champions League, os estreantes ingleses caíram ainda na primeira fase, mesmo estando em um grupo fácil ao lado de Rosenborg, Spartak Moscou e Legia Varsóvia. Com os investimentos cada vez mais escassos por parte de Jack Walker, diversos atletas começaram a deixar o clube de Lancashire, dentre eles o artilheiro Alan Shearer. Consequentemente, um novo rebaixamento veio à tona em 1999.

Apesar dos Rovers terem retornado novamente à Premier League no início do século, eles jamais foram capazes de emplacar boas campanhas na competição, tanto é, que as melhores colocações da equipe foram os sextos lugares nas temporadas 2002/03 e 2005/06. Atualmente, o Blackburn ocupa apenas o décimo posto na tabela Championship League (segunda divisão) com 53 pontos, três a menos em relação ao Preston North End, primeiro time dentro da zona de classificação aos playoffs de acesso do torneio. Ou seja, uma dura realidade para um clube que dominava o cenário do futebol inglês há 25 anos!

Deixar um comentário

Menu