Celtic, eneacampeão escocês

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, os organizadores da Scottish Premiership decidiram encerrar a temporada 2019/20 do futebol escocês. Com isso, o Celtic, líder do campeonato, sagrou-se campeão nacional pela nona vez seguida.

Ver o Celtic erguer o caneco da Scottish Premiership ao final de cada temporada tornou-se rotina na Escócia, tanto é, que os Hoops deram a volta olímpica nas últimas nove edições da competição. Entretanto, não restam dúvidas de que a atual conquista dos eneacampeões escoceses acabou sendo a mais polêmica desta série de títulos, afinal, os católicos foram declarados vencedores mesmo com oito jogos pendentes no campeonato, lembrando que o torneio foi paralisado no dia 13 de março em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

A SPFL (Liga Escocesa de Futebol Profissional) optou pelo encerramento das quatro principais divisões do futebol escocês sem a realização das últimas rodadas – 49 jogos no geral. E como não poderia deixar de ser, esta decisão não agradou em nada alguns clubes da Scottish Premiership, em especial o Hearts, que acabou sendo rebaixado por ocupar a lanterninha na tabela da competição. A propósito, na semana passada escrevi um artigo sobre a complicada situação da equipe de Edimburgo. Caso não tenha lido, acesse o link ao lado: https://www.soccerblog.com.br/2020/05/11/a-beira-do-rebaixamento/

O Celtic faturou a tríplice coroa do futebol escocês (Liga + Copa + Copa da Liga) nas últimas três temporadas (2016/17, 2017/18 e 2018/19).
Está é a segunda vez que o Celtic fatura o eneacampeonato escocês. Os católicos já haviam alcançado esta façanha entre os anos de 1965 a 1974, ao passo que o Rangers repetiu o feito vencendo a liga de 1989 a 1997.

Contudo, seria uma tremenda injustiça afirmar que a decisão tomada pelos organizadores da SPFL beneficiou o Celtic, isso porque os católicos lideravam isoladamente a Scottish Premiership com 80 pontos, treze à frente do vice-colocado, Rangers (67 pontos, mas com um jogo a menos). Colecionando 26 vitórias, 2 empates e duas derrotas em 30 jogos disputados, os comandados de Neil Lennon registraram 88,8% de aproveitamento através desta incrível campanha.

Vale ressaltar ainda, que os Hoops são donos tanto do melhor ataque (89 gols marcados) como da melhor defesa (19 gols sofridos) da Scottish Premiership, além de serem os detentores das melhores campanhas como mandantes (42 pontos em 15 jogos) e visitantes (38 pontos em 15 jogos) no torneio. A conquista do tetracampeonato da Copa da Liga, diante do eterno rival Rangers (1 a 0), também serve como parâmetro para exemplificar a soberania do Celtic na temporada escocesa.

O jovem atacante francês Odsonne Edouard, foi o artilheiro da Scottish Premiership com 20 tentos marcados.
O atacante francês Odsonne Edouard foi o artilheiro da edição 2019/20 da Scottish Premiership com 20 tentos marcados.

Desta maneira, o Celtic chegou ao seu 51º título nacional ao longo da trajetória, diminuindo a desvantagem em relação ao Rangers, clube mais vezes campeão escocês com 54 troféus no currículo. Completam a lista de vencedores, as equipes do Aberdeen, Hearts e Hibernian com quatro conquistas cada, seguidos pelo Dumbarton com duas, enquanto Dundee United, Dundee, Kilmanorck, Motherwell e Thirds faturaram uma taça. Obviamente, o eneacampeonato dos Hoops foi bastante comemorado, porém ele não veio da forma que o conjunto alviverde de Glasgow esperava, isso fica evidente através das palavras do técnico Neil Lennon, confira:

Teríamos gostado de jogar a temporada inteira, é o que queríamos. O nosso desejo era continuar jogando da forma empolgante em que estávamos quando a temporada foi suspensa. No entanto, isso não diminui de maneira alguma a nossa conquista. Ganhamos 26 dos 30 jogos, marcamos 89 gols. Por mais que questionem, o título é nosso e nós o merecemos. Somos, de fato, campeões.” disse o técnico do Celtic, Neil Lennon.

Embora a maioria dos clubes tenham apoiado a decisão da SPFL em encerrar a temporada 2019/20 na Escócia tendo em vista que não existe a menor possibilidade da realização de partidas no país por conta do novo coronavírus, esta ação foi totalmente na contramão de seus vizinhos ingleses, que estão programando o retorno da Premier League já no mês de junho. Todavia, a verdade que esta iniciativa permitirá à entidade, distribuir o montante de 7 milhões de libras (R$ 48,7 milhões) entre todos os times que integram as quatro principais divisões do futebol escocês, uma medida adotada para evitar com que algumas destas equipes fechem as portas no período pós pandemia.

Deixar um comentário

Menu