A 36 pontos do scudetto

A temporada 2019/20 apresentava-se de forma magistral aos torcedores biancocelestis, afinal, a Lazio estava viva na luta pelo scudetto do Calcio. Mas infelizmente, a paralisação do futebol em virtude da pandemia do novo coronavírus caiu como um balde de água fria nas pretensões da equipe da capital da Bota.

A dinastia da Juventus corria um sério risco de acabar na Itália, haja vista a excelente campanha realizada pela Lazio na Serie A. Para se ter uma ideia, o time romano seguia brigando rodada a rodada contra os atuais octacampeões italianos, tanto é, que apenas um ponto separam as duas equipes na tabela da competição. E não para por aí, pois ao analisarmos os confrontos diretos envolvendo o líder e o vice-líder do campeonato, notamos que os biancocelestis estão em vantagem sobre os bianconeros, somando duas vitórias – ambas por 3 a 1 – nos dois únicos encontros entre eles até aqui na temporada.

Vice-colocada na tabela do Calcio com 62 pontos ganhos, a Lazio coleciona o total de 19 vitórias, 5 empates e duas derrotas em 26 jogos, registrando uma incrível média de 79,5% de aproveitamento através desta campanha. Além disso, os comandados de Simone Inzaghi são donos da defesa menos vazada da competição (23 gols sofridos), e embora o ataque seja o segundo melhor do campeonato (60 gols marcados), atrás somente da Atalanta (70 gols), os biancocelestis comemoram o fato do atacante Ciro Immobile liderar a artilharia do torneio com 27 tentos. Ou seja, uma performance digna de aplausos para a equipe que tem apenas o sexto plantel mais caro do futebol italiano.

Campeã italiana duas vezes ao longo da história, a Lazio não conquista o scudetto do Calcio há 20 anos.
Campeã italiana duas vezes ao longo da história, a Lazio não conquista o scudetto do Calcio há exatos 20 anos.

No entanto, ver a Lazio figurando na parte de cima da classificação do Calcio virou rotina após a chegada do treinador Simone Inzaghi ao clube. Desde que o jovem treinador de 44 anos de idade desembarcou na capital italiana para comandar a equipe em 2016, ela teve uma melhora significativa. Não à toa, o conjunto celeste faturou dois canecos da Supercopa da Itália (2017 e 2019) e o título da Copa da Itália (2019) neste período, enquanto pela Serie A, foram duas oitavas e duas quintas colocações na tabela.

Consequentemente, a idolatria do técnico Simone Inzaghi cresceu ainda mais pelos lados de Formello, lembrando que o ex-atacante já tinha uma enorme identificação com a Lazio por ter defendido as cores da equipe entre os anos de 1999 a 2010. Por este motivo, o presidente do clube, Claudio Lotito, que chegou a comparar Inzaghi a Diego Simeone no Atlético de Madrid, ofereceu uma renovação de contrato ao treinador válida por mais três temporadas, sobretudo porque o vínculo atual termina em junho de 2021.

A Lazio está em vias de anunciar a renovação de contrato do treinador Simone Inzaghi, que passará a ser válido até junho de 2023.
Simone Inzaghi acumula o montante de 106 vitórias, 33 empates e 52 derrotas em 191 jogos à frente da Lazio – 64,5% de aproveitamento.

O maior mérito de Simone Inzaghi foi montar um time extremamente competitivo, capaz de brigar de igual pra igual com os grandes do futebol italiano, apesar do recurso financeiro mais limitado. Vale ressaltar, que a primeira ação tomada por Inzaghi foi implementar o esquema 3-5-2 na equipe, mudança esta, que colaborou bastante com a solidez defensiva da Lazio. Isso explica porque os biancocelestis conseguem manter a mesma regularidade ainda que um ou outro jogador deixe o clube. Posso usar como exemplo, Stefan de Vrij e Felipe Anderson, duas importantes peças que saíram em 2018 mas foram bem repostas por Francesco Acerbi e Joaquín Correa.

Contudo, não é somente a forma da Lazio atuar sem a bola que merece elogios, muito pelo contrário, o sistema ofensivo da equipe também se apresenta de maneira eficaz sob a batuta de Simone Inzaghi, e no meio-campo estão as principais “engrenagens” do time. Me refiro a Luis Alberto e Sergej Milinkovic-Savic, que inclusive, são os jogadores mais valorizados do elenco na atualidade. Por fim, o artilheiro Ciro Immobile é a referência dos biancocelestis no ataque. Depois de passagens apagadas por Borussia Dortmund, Sevilla e Torino, respectivamente, o camisa 17 reencontrou o bom futebol no clube da capital.

Diante de todo este cenário, fica evidente porque os biancocelestis estão torcendo pelo retorno do futebol, e mesmo sem saber qual será o desfecho da temporada italiana, o presidente Claudio Lotito já afirmou que a Lazio aceitaria até realizar um jogo único – uma espécie de final – contra a Juventus valendo o scudetto do Calcio. A expectativa dos organizadores da Serie A é que a bola volte a rolar a partir do dia 13 de junho no país, porém o Governo segue analisando se existirão condições seguras para esta possível retomada. Enquanto isso, Simone Inzaghi mantém a rotina de treinos em Formello na esperança de que os 36 pontos em aberto no campeonato sejamenfim, disputados. A ver!

Deixar um comentário

Menu