Da Catalunha à Madrid: Suárez agora é colchonero!

Após seis temporadas vestindo a camisa blaugrana, o atacante Luis Suárez trocou a Catalunha por Madrid ao acertar a sua ida ao Atlético, nesta, que já é a transferência mais surpreendente desta janela de meio de ano no futebol europeu.

A trajetória de Luis Suárez chegou ao fim no Barcelona. Pois é, o que já era esperado foi realmente concretizado na tarde de ontem, visto que o Atlético de Madrid confirmou a compra do atacante uruguaio por “míseros” 6 milhões de euros (R$ 59 milhões), oferecendo-lhe um contrato válido por duas temporadas. No Barça desde 2014, El Pistolero encerra a sua passagem pelo Camp Nou com 198 gols em 283 jogos, e o montante de 13 canecos conquistados neste período, dentre os principais, quatro títulos da LaLiga e um da Champions League.

Embora a transferência de Luis Suárez ao Atlético de Madrid não tenha agradado em nada os torcedores blaugranas, a saída do uruguaio era mais do que certa nesta janela de transferências, afinal, o planejamento do Barcelona visando a temporada 2020/21 incluía um processo de reestruturação do elenco em função da derrota por 8 a 2 sofrida pelos catalães frente o Bayern. Por este motivo, o novo comandante do Barça, Ronald Koeman, elaborou uma lista de dispensa aonde constavam os nomes de Samuel Umtiti, Junior Firpo, Arturo Vidal, Ivan Rakitic, e do próprio Suárez.

Ao saber que não fazia mais parte dos planos do Barcelona, El Pistolero iniciou conversas com a Juventus, o primeiro clube a demonstrar interesse em seu futebol. Todavia, a negociação não avançou e no final das contas, a Juve acertou a contratação de Álvaro Morata via empréstimo de um ano junto ao Atlético de Madrid. Vale ressaltar, que Morata era a última opção dos eneacampeões italianos, que priorizavam as vindas de Luis Suárez ou Edin Dzeko.

Deste modo, a transferência de Álvaro Morata à Juventus abriu a possibilidade do Atlético de Madrid investir na vinda de Luis Suárez, sobretudo porque o único centroavante presente no plantel colchonero é Diego Costa, que por sua vez, é dono de um histórico repleto de suspensões e contusões. A propósito, este aspecto aliado ao pífio desempenho do atacante hispano-brasileiro na temporada passada, nos levam a crer que ele dificilmente seguirá no Atleti.

Apesar de Luis Suárez não ter tido uma performance tão brilhante na última temporada, pela qual ele marcou 21 tentos em 36 jogos disputados, ainda assim o uruguaio se saiu melhor em relação à Diego Costa e Álvaro Morata, pois juntos, os dois atacantes do Atlético de Madrid na ocasião, balançaram as redes adversárias as mesmas 21 vezes. Ademais, se considerarmos outros critérios como número de assistências, dribles, finalizações, passes certos, bolas perdidas, além de média de gols por partida, notamos que El Pistolero foi superior em TODOS os quesitos.

Às vezes, o jogador e o clube precisam de mudanças. Nesse caso, o treinador não contava comigo. Saio com a sensação de ter atendido às expectativas. Saio como terceiro artilheiro da história do clube. É algo que não imaginei. Fico feliz por deixar uma boa marca. Tenho que estar muito orgulhoso de tudo que fiz e por levar amigos comigo depois de todos esses anos. Sai um ser humano que tem sentimentos”, disse aos prantos, o atacante Luis Suárez.

No auge de seus 33 anos de idade, Luis Suárez ainda tem muita lenha pra queimar, e se pararmos para analisar os fatos, ele continua sendo um dos melhores atacantes do futebol mundial na atualidade, lembrando que o Atlético de Madrid conseguiu contratá-lo por um valor considerado baixo. Logo, os colchoneros saíram ganhando tanto esportiva quanto financeiramente ao tirá-lo do Barcelona, que além de tudo, é um dos principais concorrentes do Atleti na briga pelo título espanhol. Resumindo, eis mais uma jogada de mestre de Diego Simeone!

Deixar um comentário

Menu