Benfica, campeão português 2018/19

A capital lusitana amanheceu vermelha e branca na manhã deste domingo, afinal, o Benfica venceu a intensa batalha travada com o eterno rival, Porto, e conquistou a tão desejada taça da Primeira Liga, evitando assim, o bicampeonato português por parte dos portistas.

Erguer o troféu da Primeira Liga era uma tarefa quase impossível para o Benfica, isso porque os Encarnados tiveram um desempenho bastante abaixo das expectativas na primeira metade da temporada, acumulando uma série de resultados negativos na liga portuguesa e sendo precocemente eliminado ainda na fase de grupos da Champions League. Na ocasião, a solução encontrada pela diretoria do clube foi demitir o treinador Rui Vitória, e apostar todas as suas fichas no interino Bruno Lage. E foi exatamente a partir deste momento, que o time lisboeta iniciou a sua caminhada rumo ao improvável título português.

Para se ter uma ideia, Bruno Lage assumiu o comando técnico do Benfica (em janeiro) quando a equipe encontrava-se na vice-colocação da Primeira Liga, sete pontos atrás do então líder, Porto, e no final das contas, os Encarnados encerraram a sua participação no campeonato com dois pontos de vantagem em relação aos Dragões. Os números do jovem treinador de 43 anos de idade são realmente surpreendentes, visto que nos 29 jogos em que esteve à frente do Benfica, ele somou 23 vitórias, 2 empates e somente quatro derrotas, sendo que pela liga portuguesa, Bruno Lage colecionou 18 vitórias nos 19 jogos disputados pela competição. Por este motivo, o técnico é apontado como o principal responsável pelo conquista benfiquista.

A mídia portuguesa vem fazendo diversas comparações entre Bruno Lage e José Mourinho devido ao fato de ambos terem iniciado as suas respectivas carreiras no Benfica, e também porque eles além de terem nascido na cidade de Setúbal, são filhos de jogadores de futebol.
Em Portugal, diversas comparações estão sendo feitas entre Bruno Lage e José Mourinho devido ao fato de ambos terem iniciado as suas respectivas carreiras no Benfica, e também porque eles além de terem nascido na cidade de Setúbal, são filhos de jogadores de futebol.

O cenário para a conquista do título português era completamente favorável ao Benfica na última rodada do campeonato, dado que ele enfrentaria o Santa Clara, 10º colocado na classificação, necessitando de uma simples vitória atuando em seus domínios. Deste modo, os Encarnados não tiveram dificuldades para derrotar o adversário, e com gols de Haris Seferovic (dois gols), João Félix e Rafa, as Águias venceram a partida por 4 a 1, levando à loucura toda a nação benfiquista que lotava as dependências do estádio da Luz.

Líder isolado na tabela da Primeira Liga com 87 pontos ganhos, o Benfica contabilizou o total de 28 vitórias, 3 empates e três derrotas em 34 jogos, obtendo assim, 85,3% de aproveitamento através desta excelente campanha. Vale ressaltar ainda, que os comandados de Bruno Lage, foram os donos do melhor ataque do campeonato com o montante de 103 gols marcados, registrando uma incrível média de três gols por partida no torneio.

Após um início ruim, o atacante suíço, Haris Seferovic deu a volta por cima, e terminou a temporada como artilheiro da Primeira Liga com 23 tentos.
Após um início ruim, o atacante suíço Haris Seferovic deu a volta por cima, e terminou a temporada como artilheiro da Primeira Liga com 23 tentos.

O título do Benfica ficará marcado eternamente na memória dos torcedores benfiquistas, em decorrência do surgimento do garoto João Félix, de apenas 19 anos, que inclusive já está na mira de grandes clubes como Real Madrid, Barcelona, Juventus, Manchester City e Manchester United. Outro detalhe interessante da conquista benfiquista, é que ela pode ter sido a última de Jonas defendendo as cores da equipe da Luz. Embora o atacante brasileiro tenha mais um ano de contrato pela frente, ele não descarta a hipótese encerrar a carreira, em virtude de um problema crônico na região lombar.

Aos prantos, o camisa 10 entrou em campo para substituir João Félix na segunda etapa da partida contra o Santa Clara, e este gesto deu à entender que Jonas viveria naqueles minutos, os seus últimos momentos na Luz. Desde 2014 no Benfica, o atleta de 35 anos venceu quatro vezes a liga portuguesa, além de duas Taças da Liga, duas Supercopas de Portugal e uma Taça de Portugal. Ainda no gramado, o ex-atacante de Guarani, Santos, Portuguesa e Grêmio expressou novamente a sua enorme gratidão ao time português, confira:

"O Benfica é o maior clube da minha carreira, onde conquistei muitos títulos, muitos amigos, o 
carinho e o respeito do povo. Tenho muito amor por este clube e por todos os torcedores. Também 
por ser brasileiro, sinto que aqui estou em casa", disse o atacante Jonas.

Curiosamente, o Benfica faturou o troféu de campeão nacional pela 37ª vez ao longo da trajetória, ampliando ainda mais a sua vantagem em relação ao Porto, que soma 28 canecos no currículo, seguido do Sporting, terceiro clube mais vezes vencedor do Campeonato Português, com 18 taças. Completam esta pequena lista de vencedores, as equipes de Belenenses e Boa Vista, que são detentoras de um título cada uma até aqui. Para finalizar, a conquista da Primeira Liga garantiu ao Benfica o direito de entrar diretamente na fase de grupos da próxima edição da Champions League.

 

 

Deixar um comentário

Menu