Esperança esmeraldina

Recém-promovido à elite do futebol brasileiro, o Goiás segue a sua incessante luta para assegurar uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores, uma façanha que seria comemorada como um verdadeiro título por toda a nação esmeraldina.

Como não poderia deixar de ser, o objetivo principal do Goiás antes do início do Brasileirão era evitar o rebaixamento, uma meta totalmente comum para os clubes vindos da Série B. Acontece, que o time goiano viveu uma montanha russa de emoções durante todo o ano pelo Campeonato Brasileiro, uma vez que o Esmeraldino começou muito bem a sua caminhada na competição, tanto é, que a equipe na época comandado pelo técnico Claudinei Oliveira, ocupava a sexta posição na tabela do torneio, obtendo 62,5% de aproveitamento no período de paralisação da competição em virtude da disputa da Copa América.

Todavia, esta pausa acabou sendo extremamente prejudicial para o conjunto alviverde. Não à toa, o Goiás encerrou o primeiro turno do Brasileirão com a pior campanha dentre todo os 20 participantes do campeonato no período pós-Copa América, somando míseros 21 pontos ganhos e registrando apenas 36,8% de aproveitamento em decorrência deste pífio desempenho. Para se ter uma ideia, o time que naquela ocasião já tinha o treinador Ney Franco à frente da equipe, despencou para a 16ª colocação na tabela, permanecendo a somente três pontos do Cruzeiro, o primeiro clube dentro da zona da degola. Deste modo, fica evidente que o Verdão começou a sua jornada no segundo turno da competição convivendo com o temível fantasma do rebaixamento.

Um dos responsáveis pelo acesso do Goiás em 2018, o treinador Ney Franco reassumiu o comando da equipe na 16ª rodada do Brasileirão.
Um dos principais responsáveis pelo acesso do Goiás em 2018, o treinador Ney Franco reestreou pelo Esmeraldino na 16ª rodada do Brasileirão.

Contudo, um pouco antes do encerramento do primeiro turno do Brasileirão, a diretoria esmeraldina decidiu realizar uma mudança no comando da equipe, ainda mais depois que o Goiás sofreu goleadas vexatórias para Flamengo e Santos, ambas pelo placar de 6 a 1, além de ter acumulado uma série de maus resultados. E curiosamente, Ney Franco foi o treinador escolhido para suceder Claudinei Oliveira no Verdão, lembrando que o técnico mineiro havia conduzido o Esmeraldino à primeira divisão em 2018, mas pediu demissão no final daquele mesmo ano.

Apesar de Ney Franco ter realizado um trabalho sem sucesso à frente da Chapecoense, ainda na atual edição do Brasileirão, a chegada do treinador de 53 anos de idade ao Goiás serviu como uma potente dose de injeção de ânimo ao clube goiano. Embora o novo técnico esmeraldino tenha reestreado no comando do Verdão vencendo o Internacional por 2 a 1, as coisas só começaram a mudar pra valer pelos lados do Serra Dourada a partir da 20ª rodada, ou seja, assim que tivemos o início do segundo turno do campeonato.

O atacante Michael é o grande destaque do Goiás e do Campeonato Brasileiro nesta temporada.
O atacante Michael, artilheiro do Goiás no Brasileirão com nove gols marcados, já é apontado como a maior revelação do campeonato nesta temporada.

Já em seu primeiro compromisso pelo segundo turno do Campeonato Brasileiro, o Goiás atropelou o Fluminense, batendo a equipe carioca por 3 a 0 atuando em seus domínios. Em seguida, foram as vezes de São Paulo, no Morumbi, Cruzeiro, no Serra Dourada, e Ceará, no Castelão, serem derrotados pelo Piriquito Atômico, todos pelo placar mínimo. Assim, depois de engatar quatro vitórias consecutivas, o técnico Ney Franco conseguiu resgatar a confiança tanto dos atletas quanto da torcida, e aos poucos o Esmeraldino foi escalando a tabela do Brasileirão. Vale ressaltar, que nem o campeoníssimo Flamengo foi capaz de superar os pupilos de Ney Franco (empataram em 2 a 2, na 29ª rodada).

Desta maneira, o Goiás é dono da 6ª melhor campanha do Campeonato Brasileiro no segundo turno, colecionando 28 pontos em 16 jogos disputados  (8 V – 4 E – 4 D). Nesta fase, a equipe obtém uma performance superior a São Paulo, Corinthians e Internacional, isto é, adversários que brigam diretamente com o Esmeraldino por uma vaga na Copa Libertadores. No momento, o time da capital goiana ocupa o 9º posto na tabela do Brasileirão com 49 pontos, somente a dois do oitavo colocado, Inter. Como os oito mais bem posicionados se qualificarão ao torneio continental no próximo ano, o Verdão continua firme em busca deste “título”.

Nesta reta final do Brasileirão, o Goiás terá pela frente os confrontos diante de Fortaleza (c), Palmeiras (f) e Grêmio (c), que certamente, serão encarados como três grandes decisões pelo clube do Centro-Oeste. Se analisarmos cada um destes jogos, notamos que o oponente mais indigesto do Esmeraldino serão os cearenses, ainda vivos na luta pela classificação à Copa Sul-Americana, ao contrário de palmeirenses e gremistas, que apenas cumprirão tabela nas últimas rodadas. Por esta razão, as chances do Verdão carimbar a sua vaga na Copa Libertadores em 2020, e fechar este ano com chave de ouro depois de decepcionar no Campeonato Goiano, na Copa Verde e na Copa do Brasil, são bem maiores do que os 34,2% projetados pelos matemáticos. Aguardemos!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixar um comentário

Menu