Prontos para ocupar o trono do futebol escocês!

Invicto na temporada 2020/21 e líder isolado na tabela da Scottish Premiership, o Rangers, de Steven Gerrard, caminha a passos largos rumo ao título escocês após nove anos de jejum, ou seja, uma conquista que colocaria um fim na hegemonia do Celtic no país britânico.

Em 2018, Steven Gerrard desembarcou em Glasgow com a difícil tarefa de comandar a equipe do Rangers. Apesar da enorme tradição do clube mais vezes campeão escocês ao longo da história, os protestantes haviam regressado à elite do futebol escocês há apenas duas temporadas, portanto, eles ainda buscavam a estabilidade esportiva e financeira. Além disso, a inexperiência do novato treinador também gerava uma certa dose de desconfiança na torcida, tendo em vista que aquele era o primeiro trabalho do eterno camisa 8 do Liverpool fora das quatro linhas.

No entanto, o Rangers alcançou o sucesso de forma gradual sob a batuta de Steven Gerrard. Em sua primeira temporada em Ibrox, os Gers registraram 68,4% de aproveitamento na Scottish Premiership, enquanto no ano seguinte eles obtiveram 77 %, lembrando que o Celtic sagrou-se campeão nas duas ocasiões. Ademais, o bom desempenho do treinador inglês no Old Firm também merece destaque. Embora os católicos tenham mais recursos financeiros em comparação aos protestantes, ambos colecionam quatro vitórias em oito clássicos disputados desde a chegada de Gerrard à Glasgow.

Contudo, não restam dúvidas de que a melhor fase de Steven Gerrard no futebol escocês está se passando nesta temporada, tanto é, que o Rangers é o único time invicto na atual edição da Scottish Premiership. São 12 vitórias e dois empates em 14 jogos, isto é, uma incrível campanha que garante a liderança absoluta do campeonato aos Gers com 9 pontos de vantagem sobre o Celtic – que contabiliza duas partidas a menos.

Vale ressaltar ainda, que o Rangers é dono tanto do melhor ataque quanto da melhor defesa da Scottish Premiership com 37 tentos marcados (2,64 p/jogo) e somente 3 sofridos (0,21 p/jogo). E não para por aí, já que os protestantes também lideram a competição em quesitos como média de posse de bola (67%), total de finalizações por partida (14,4 de média), jogos sem serem vazados (12), grandes chances de gols criadas (47 oportunidades), entre outros.

E se o desempenho do Rangers é bom em competições de âmbito nacional, o mesmo podemos dizer em relação aos torneios internacionais, uma vez que o time escocês segue na liderança do grupo D da Europa League com 7 pontos ganhos. A propósito, os pupilos de Steven Gerrard permanecem invictos na competição, haja vista os dois triunfos diante de Standard Liège (2 x 0) e Lech Poznan (1 x 0), além do empate frente o Benfica em pleno estádio da Luz por 3 a 3, nos três compromissos disputados por eles até aqui.

Eu tenho falado com os jogadores, sobre como manter os padrões, não importa em que estágio o jogo esteja. Ainda não chegamos ao nível em que podemos jogar encarar qualquer jogo ou adversário, mas estamos tentando nos tornar uma equipe com mentalidade vencedora, uma equipe de sucesso. Não estamos em posição de desrespeitar nenhum oponente, porém o Rangers tentará ser o mais forte e consistente possível enquanto puder”, disse o treinador Steven Gerrard.

Diante deste cenário, fica evidente que a evolução do Rangers deu-se graças ao grande trabalho desenvolvido por Steven Gerrard, e a goleada por 8 a 0 aplicada sobre o lanterninha, Hamilton Academical, retrata o melhor momento vivido pelo treinador de 40 anos de idade em Ibrox. Assim, ainda que não estejamos nem ao menos na metade da temporada, já é possível afirmar que os protestantes estão mais próximos de quebrar o tabu de quase uma década sem o título da Scottish Premiership, do que os católicos faturarem o inédito decacampeonato no certame escocês. A ver!

Deixar um comentário

Menu