De promessa a realidade: Julian Nagelsmann espera fazer história à frente do Bayern!

O jovem técnico Julian Nagelsmann alcançou aos 34 anos, o que muitos treinadores passam a carreira toda esperando: comandar o clube mais poderoso do futebol alemão. Mas se engana quem pensa que ele terá vida fácil no Bayern.

Apesar dos 34 anos de idade recém-completados pelo técnico Julian Nagelsmann, ninguém dúvida de sua capacidade para dirigir o Bayern, fundamentalmente devido aos ótimos trabalhos realizados por ele tanto no Hoffenheim – entre 2016 e 2019 – quanto no RB Leipzig – de 2019 até então. Não à toa, os bávaros precisaram desembolsar a bagatela de 25 milhões de euros para contratá-lo junto ao clube administrado pela companhia austríaca de bebidas energéticas, sendo esta, a maior transação envolvendo um treinador na história do futebol.

Consequentemente, o altíssimo valor despejado pelo Bayern para trazer Julian Nagelsmann já coloca uma enorme pressão sobre o novato comandante, afinal, muito se espera dele no clube, menos o seu insucesso. Ademais, é importante salientar que o sucessor de Hansi Flick assume o cargo mais desejado por treinadores do futebol alemão em uma situação nada fácil também porque o Gigante da Baviera brigará pelo décimo título seguido da Bundesliga, quer dizer, uma inédita sequência de conquistas que os bávaros não cogitam deixar escapar.

No entanto, o primeiro passo para Julian Nagelsmann brilhar à frente do Bayern, é manter uma boa relação com a diretoria, em especial com Hasan Salihamidzic, algo que Niko Kovac e Hansi Flick, isto é, os dois últimos treinadores que passaram pela Allianz Arena, não conseguiram em função da enorme influência que o diretor de futebol exerce no clube bávaro, principalmente no que diz respeito a contratações de reforços e renovações de contratos.

Logo, diante de todo este cenário, fica evidente que comandar o eneacampão alemão é tarefa para poucos, apesar da gigantesca qualidade técnica de seu plantel de atletas. Pois é, e para dificultar um pouco mais o início de Julian Nagelsmann no Bayern, a equipe de Munique não venceu NENHUM dos quatro amistosos de pré-temporada que disputou sob a batuta do novo treinador, somando três derrotas e um empate neste período.

Todavia, a ausência de vitórias nos jogos preparatórios não é motivo de preocupação porque a maioria dos titulares do Bayern não estava em campo nestas partidas, como são os casos de Robert Lewandowski, Joshua Kimmich, Leroy Sané, Manuel Neuer, entre outros. Em virtude de suas participações na Euro2020, eles acabaram retornando às atividades somente no último dia 24, o que obrigou Nagelsmann a escalar uma equipe repleta de jovens atletas nestes amistosos, lembrando que alguns já nem integram mais o elenco bávaro, tais como Joshua Zirkzee, emprestado ao Anderlecht.

Vale ressaltar ainda, que Dayot Upamecano, a principal contratação do Bayern na atual janela de transferências, se saiu muito bem durante toda a pré-temporada, destacando-se ao lado dos novatos Omar Richards, Tanguy Nianzou, Josip Stanisic, Torben Rhein e Armindo Sieb. Aliás, os bávaros continuam o processo de reformulação de seu plantel, haja vista saídas de Philippe Coutinho, Ivan Perisic, David Alaba, Jérôme Boateng, Javi Martínez, Thiago Alcântara e Douglas Costa, e as chegadas de Leroy Sané, Jamal Musiala, Bouna Sarr, Marc Roca e Eric Maxim Choupo-Moting, nesta fase recente.

Ainda assim, a diretoria do clube bávaro está em vias de apresentar outro ótimo reforço para a disputa da temporada 2021/22, já que o meio-campista Marcel Sabitzer, cujo contrato junto ao RB Leipzig é válido somente por mais um ano, segue negociando a sua ida à Munique. Contudo, a trajetória de Julian Nagelsmann, no Bayern, terá início pra valer na assombrada data de sexta-feira treze, quando os eneacampeões alemães abrirão a nova edição da Bundesliga enfrentando o Borussia Monchengladbach fora de seus domínios.

Deixar um comentário

Menu