Festa azul e branca

A cidade de Brescia está literalmente em êxtase, afinal, na última quarta-feira (01), a equipe local, o Brescia, confirmou o seu retorno à elite do futebol italiano, depois de passar oito longos anos disputando a segunda divisão.

Brescia Calcio, tradicional clube da Bota, fundado no ano de 1911, há 108 anos, na cidade de Brescia, situada na região da Lombardia, está de volta à Serie A. Os biancoazzurris que ergueram o troféu da segunda divisão três vezes até hoje, foram rebaixados na temporada 2010/11, e só agora, conseguiram retornar ao primeiro escalão do futebol italiano. Entretanto, o Brescia carrega consigo o rótulo de ser o time da Itália que mais vezes disputou a Serie B, acumulando o montante de 61 participações. Vale ressaltar, que figuras memoráveis como Pep Guardiola, Gheorghe Hagi, Roberto Baggio, Luigi di Biagio, Andrea Pirlo, Luca Toni e Marek Hamsik, já vestiram a camisa do Rondinelle ao longo da trajetória.

O cenário para o acesso do Brescia não poderia ser mais favorável, visto que o Rondinelle jogaria diante de sua torcida, no estádio Mario Rigamonti, contra o Ascoli, 11º colocado na tabela da Serie B. Todavia, a ansiedade era enorme por parte dos anfitriões, que só garantiram a vitória graças ao gol do experiente meio-campista, Daniele Dessena, de 31 anos de idade, um dos principais nomes da equipe comandada por Eugenio Corini na competição. No final das contas, o triunfo pelo placar mínimo teve o mesmo peso de uma goleada  para os torcedores biancoazzurris.

A melhor campanha do Brescia na história do Calcio, ocorreu na temporada 2000/01, época em que o time contava com o craque Roberto Baggio.
A melhor campanha do Brescia na história do Calcio, ocorreu na temporada 2000/01, época em que o time contava com o craque Roberto Baggio. Na ocasião, o Rondinelle terminou a competição na oitava posição da tabela.

Com isso, o Brescia segue na liderança isolada da Serie B com 66 pontos, três a mais que o vice-colocado, Lecce (63 pontos). Contabilizando 18 vitórias, 12 empates e quatro derrotas em 34 partidas disputadas, o Rondinelle obtêm 64,71% de aproveitamento através desta ótima campanha. Além disso, os pupilos de Eugenio Corini são donos tanto do melhor ataque (67 gols marcados) quanto da melhor defesa (39 gols sofridos) do campeonato, portanto, o acesso do time azul e branco é realmente indiscutível, lembrando que ainda restam duas rodadas para o término do torneio.

Embora o Brescia seja um clube histórico no futebol italiano, que viveu o seu auge no início do século quando o craque Roberto Baggio defendeu as cores do time, poucos imaginavam que a equipe da Lombardia voltaria à Serie A nesta temporada, já que nos últimos dois anos, ela havia brigado assiduamente contra o rebaixamento à terceira divisão, encerrando a sua participação na 14ª e 16ª posições nas edições anteriores da Serie B, respectivamente.

O treinador Eugenio Corini é um dos principais responsáveis pelo regresso do Brescia à Serie A. Nos 31 jogos em que esteve à frente dos biancoazzurris até aqui, o técnico registra 62% de aproveitamento.
O treinador Eugenio Corini é um dos principais responsáveis pelo regresso do Brescia à Serie A. Nos 31 jogos em que esteve à frente dos biancoazzurris, o técnico obteve 68,8% de aproveitamento (18 V – 10 E -3 D.)

Desde o seu rebaixamento em 2011, o Brescia teve como melhor desempenho na Serie B, o sexto lugar obtido na edição 2012/13 do torneio. De lá para cá, os biancoazzurris jamais ficaram nem mesmo entre os dez primeiros colocados do campeonato. Aliás, tudo indicava que novamente o conjunto azul e branco brigaria na parte debaixo da tabela, mas isso não aconteceu porque a diretoria agiu rapidamente ao demitir o inexperiente técnico David Suazo, logo na 3ª rodada da competição, após o time perder os três primeiros jogos válidos pelo torneio.

O nome escolhido pela diretoria para substituir David Suazo, foi o de Eugenio Corini, ex-treinador do Chievo Verona e do Novara, que assumiu o Brescia na 14ª posição Serie B, e através de seu excelente trabalho, conduziu o time ao topo da tabela do campeonato. A chegada do técnico de 48 anos mudou totalmente o rumo da equipe do norte da Itália, tanto é, que ela alcançou a liderança na classificação na 22ª rodada, de onde não saiu mais.

Além do novo comandante, podemos citar o atacante Alfredo Donnarumma, artilheiro da segunda divisão com 25 tentos, o jovem volante Sandro Tonali (18 anos), apelidado pela mídia italiana de “O novo Pirlo”, e o já mencionado Daniele Dessena, que representou a seleção italiana nos Jogos Olímpicos de 2008, como os destaques dos biancoazzurris na Serie B. Como citei anteriormente, restam duas rodadas para o fim do campeonato, e basta o Brescia conquistar um simples empate no duelo diante da Cremonese, na manhã deste sábado (04), para que o Rondinelle erga a taça do torneio pela quarta vez na história, e assim, possa encerrar com chave de ouro essa brilhante temporada.

 

Deixar um comentário

Menu