Os reis de Paris

Vice-campeão europeu na última temporada, o PSG passará por uma grande reformulação até a sua estreia na Ligue 1. Todavia, o principal objetivo dos parisienses no momento, é renovar os contratos de Neymar e Kylian Mbappé.

Apesar da derrota diante do Bayern Munique por 1 a 0 na grande decisão da Champions League, o PSG deixou uma ótima impressão na temporada 2019/20, afinal, os comandados de Thomas Tuchel ergueram os canecos da Supercopa da França, da Ligue 1, da Copa da França e da Copa da Liga Francesa no período, ou seja, eles venceram todas as competições das quais participaram, com exceção do torneio continental. Para se ter uma ideia, os parisienses perderam apenas cinco das 49 partidas disputadas (40 vitórias e 4 empates nos demais jogos) na ocasião, registrando assim, uma incrível média de 84,3% de aproveitamento.

No entanto, não restam dúvidas de que a boa performance do conjunto parisiense na Champions League é o que mais contribuiu para que muitos considerassem a temporada passada como a melhor da história do PSG, sobretudo porque o time nunca havia chegado tão longe na competição, lembrando que a sua melhor campanha no torneio foi disputar as semifinais em 1995. A propósito, foi justamente visando a inédita conquista da copa europeia, que o sheik Nasser Al-Khelaifi investiu a bagatela de 1,3 bilhão de euros (R$ 8,65 bilhões, na cotação atual) em contratações de reforços desde que ele comprou o clube em 2011.

E 48 horas depois de ver o sonho de erguer a orelhuda ir por água abaixo no estádio da Luz, o PSG já começou a planejar a próxima temporada. É certo que a equipe passará por uma reformulação, não à toa, os jogadores Thiago Silva e Eric Maxim Choupo-Moting não tiveram os seus contratos renovados. Vale ressaltar, que tanto o lateral Thomas Meunier quanto o atacante Edinson Cavani, já haviam deixado o clube antes mesmo da disputa da fase decisiva da Champions League.

Além deles, o goleiro Sergio Rico – que estava emprestado – retornará ao Sevilla, ao passo que outros atletas foram colocados na lista de negociáveis, como são os casos de Layvin Kurzawa, Julien Draxler e do argentino Ángel Di María, que tem contrato válido por mais uma temporada junto ao PSG. A intenção da diretoria parisiense através destas ações, é rejuvenescer o elenco cuja a média de idade é de 25,6 anos atualmente.

Mas se por um lado alguns jogadores já deixaram – ou deixarão – o Parque dos Príncipes, outros desembarcarão na capital francesa para vestir a camisa azul e vermelha. Entretanto, ao contrário dos últimos anos, os rumores sobre possíveis contratações dos parisienses são pequenos nesta janela de transferências, tanto é, que os únicos nomes especulados pelos vice-campeões europeus até o momento, são os dos laterais Benjamin Pavard e David Alaba, ambos do Bayern. Na realidade, o principal objetivo do PSG é renovar os contratos de Neymar e Kylian Mbappé, que se encerrarão em junho de 2022.

Por este motivo, as extensões dos vínculos de Neymar e Kylian Mbappé seriam as grandes “contratações” do PSG nesta janela de transferências, porém as chances do brasileiro assinar um novo contrato são pequenas, visto que o camisa 10 nunca escondeu o desejo de retornar ao Barcelona. Ademais, o enorme interesse do Real Madrid pelo futebol de Mbappé também preocupa os torcedores parisienses, diferentemente do mandatário Nasser Al-Khelaifi, que chegou a afirmar que a dupla jogaria para sempre no clube da Cidade Luz.

No final das contas, a verdade é que postura de Neymar mudou por completo no último ano, fazendo com que a sua relação junto à torcida, elenco e diretoria também melhorasse e, certamente, este foi um dos fatores que colaboraram para a histórica campanha dos tricampeões franceses na Champions League. Desta maneira, caso o craque tupiniquim decida continuar no clube neste meio de ano, as expectativas para mais uma ótima temporada aumentarão no PSG. Em contrapartida, como a estreia dos parisienses na Ligue 1 será somente no próximo dia 10 – contra o Nantes -, águas ainda vão rolar pelos lados do Parque dos Príncipes. Aguardemos!

Deixar um comentário

Menu