E o filme se repete

Depois de derrotar o Manchester United por 2 a 0 no estádio Old Trafford, o PSG conseguiu a façanha de perder dos ingleses por 3 a 1 no Parque dos Príncipes, resultado este, que culminou com a precoce eliminação dos parisienses nas oitavas de final da Champions League, e detalhe, pela terceira vez consecutiva.

Um dia após o Real Madrid dar adeus ao principal campeonato de clubes do Velho Continente, foi a vez do Paris Saint-Germain também se despedir do torneio. E essa despedida veio da pior maneira possível, nos instantes finais da partida. Bastava ao PSG controlar o jogo por mais três minutos para que ele garantisse a sua vaga nas quartas de final da Champions League. No entanto, a penalidade bem executada por Marcus Rashford nos acréscimos da segunda etapa após a mão do zagueiro Presnel Kimpembe dentro da grande área, determinou mais um fiasco dos parisienses na competição.

Aliás, a Champions League e o PSG definitivamente não nasceram um para o outro, afinal, os altos investimentos realizados pela diretoria do clube ao longo dos últimos anos, todos visando a inédita conquista da orelhuda, são sempre em vão. Basta analisarmos as campanhas do time da capital francesa na atual década pelo torneio, lembrando que eles disputaram a competição em sete ocasiões neste período, confira abaixo o desempenho dos parisienses:

UCL 2012/13 – Quartas de Final – eliminado pelo Barcelona
UCL 2013/14 – Quartas de Final – eliminado pelo Chelsea
UCL 2014/15 – Quartas de Final – eliminado pelo Barcelona
UCL 2015/16 – Quartas de Final – eliminado pelo Manchester City
UCL 2016/17 – Oitavas de Final – eliminado pelo Barcelona
UCL 2017/18 – Oitavas de Final – eliminado pelo Real Madrid
UCL 2018/19 – Oitavas de Final – eliminado pelo Manchester United

A falha de Gianluigi Buffon no segundo tento do Manchester United, foi fundamental para a eliminação do PSG na Champions League. Assim como o clube francês, o experiente goleiro de 39 anos jamais venceu o torneio na carreira.
A falha de Gianluigi Buffon no segundo gol do Manchester United, colaborou e muito para a eliminação do PSG na tarde de ontem. Assim como o clube francês, o experiente goleiro de 39 anos jamais venceu o torneio ao longo da história.

Diante destes fatos, fica evidente que tornou-se algo extremamente comum vermos o PSG sendo eliminado nas quartas ou nas oitavas de final da Champions League. E o que chama mais a atenção, é a forma de como essas eliminações acontecem. Na temporada 2016/17 por exemplo, o Paris Saint-Germain caiu inesperadamente nas oitavas de final da competição, após sofrer uma dura goleada por 6 a 1 para o Barcelona na Catalunha, isso depois de vencê-lo por 4 a 0 no Parque dos Príncipes.

No confronto de ontem, tivemos mais um vexame parisiense no torneio, visto que os comandados de Thomas Tuchel sucumbiram frente o Manchester United, que por sua vez, viajou à capital francesa com dez desfalques, ou seja, quase sem um time inteiro. No jogo de ida, a equipe de Ole Gunnar Solskjaer perdeu do PSG por 2 a 0, logo, os ingleses precisariam vencer por no mínimo dois gols de diferença para pelo menos igualar o marcador. Todavia, como a sorte não caminha ao lado do Paris Saint-Germain na Champions League, o placar de 3 a 1 a favor dos Red Devils no Parque dos Príncipes, selou mais uma vexatória eliminação de Kylian Mbappé, Ángel Di María, Marco Verratti, Thiago Silva e companhia limitada, do torneio europeu.

Grande na França, pequeno na Europa, essa é a fama do PSG no mundo da bola. A pergunta que fica é a seguinte: será que camisa ganha jogo?
Grande na França e pequeno na Europa, essa é a fama do PSG no mundo da bola. Entretanto, a pergunta que fica é a seguinte: será que camisa ganha jogo?

Líder isolado da Ligue 1 com 71 pontos, dezessete à frente do vice-colocado Lille, que soma 54 pontos, o PSG caminha a passos largos rumo ao bicampeonato francês. Contabilizando 23 vitórias, 2 empates e somente uma derrota até aqui na competição, o time de Thomas Tuchel registra a incrível marca de 91% de aproveitamento através desta excelente campanha, portanto, apenas um desastre seria capaz de tirar o título das mãos dos parisienses.

Deste modo, uma vez mais o filme se repete, isto é, o Paris Saint-Germain conquistará a Ligue 1 com rodadas e rodadas de antecedência, erguerá novamente o troféu da Copa da França, porém ficará a ver navios na Champions League por conta de mais uma bisonha eliminação no torneio. As altíssimas cifras gastas pelos parisienses para montar um esquadrão composto por diversos craques mundiais como Neymar, Kylian Mbappé, Edinson Cavani, Ángel Di María, Julian Draxler, Daniel Alves, Marco Verratti, Gianluigi Buffon, Thiago Silva e Marquinhos, serviu apenas para a equipe da capital francesa ganhar competições de âmbito nacional, aonde ela compete com adversários com menor poder aquisitivo.

A irritação do presidente do clube, Nasser Al Khelaifi, é tão grande, que ele não garante a permanência do técnico Thomas Tuchel após o término da temporada. Outro que parece estar com os dias contados na equipe, é o brasileiro Neymar, que viajou para curtir o carnaval no período em que estava se recuperando de uma lesão no pé. A imagem do camisa 10 da seleção brasileira dançando ao lado de amigos na tradicional festa tupiniquim, não caiu nada bem mundo afora, principalmente entre os torcedores do PSG. Sabemos que a poeira precisa baixar para que as decisões em relação ao futuro do Paris Saint-Germain sejam previamente definidas, contudo, é bem provável que cabeças rolem pelos lados do Parque dos Príncipes, aguardemos!

2 Comentários

  1. É nitido q o psg precisa de um grande técnico do nível de Mourinho,Guardiola … ou Zidane cairia bem .
    Segunda coisa seria alguns jogadores cascudos na defesa e meio-campo . Tipo como Era mathuidi , e um zagueiro tipo benichi,ou Sérgio Ramos . Já deu pro Thiago Silva .

    • JoaoRicardo Responder

      Concordo contigo amigo, com um treinador mais gabaritado e jogadores mais cascudos, certamente o PSG iria impor mais medo nos adversários. Obrigado pelo comentário Ismael, e volte sempre!

Deixar um comentário

Menu