O San Siro aguarda Ibrahimovic

No auge de seus 38 anos de idade, o atacante Zlatan Ibrahimovic terá de encarar o maior desafio de sua carreira, isso porque o craque sueco aceitou a proposta de defender as cores vermelha e preta do Milan no ano que vem.

Quando citamos o nome de Zlatan Ibrahimovic, logo nos vem a mente a imagem de um atacante completo, isto é, com excelente posicionamento dentro da área, alto, técnico, forte, veloz, matador, dono de um poderoso chute, e além de todas estas virtudes, carrega consigo uma enorme habilidade com a redonda nos pés. Isso explica porque Ibra fez sucesso por quase todos os clubes pelos quais jogou ao longo de sua gloriosa carreira, desde o Malmo até o LA Galaxy. Entretanto, muitos têm a impressão de que o jogador sueco está prestes a se aposentar, sobretudo por conta de sua idade, visto que ele completou 38 primaveras há exatos dois meses.

Mas nem mesmo o fato de Zlatan Ibrahimovic ter comemorado recentemente o seu 38º aniversário, tirou o desejo de alguns clubes o contratarem, até porque o astro jogou muito no LA Galaxy, a última equipe defendida por ele. Aliás, os números provam que Ibra realmente se destacou no futebol norte-americano, tanto é, que o camisa 10 assinalou 53 tentos em 58 partidas defendendo as cores do time de Los Angeles. E não para por aí, pois se considerarmos apenas esta temporada, o atacante sueco balançou as redes adversárias 31 vezes em 31 aparições, registrando assim, uma incrível média de 1 gol por jogo em 2019.

Chamado de "Deus" pelos suecos, Zlatan Ibrahimovic soma o total de 572 gols marcados ao longo de sua carreira.
Chamado de “Deus” pelos torcedores suecos, Zlatan Ibrahimovic soma o total de 572 gols marcados ao longo de sua carreira. Recentemente, Ibra adquiriu 50% das ações do Hammarby, clube situado em Malmo, a cidade natal do atacante.

No entanto, o nível técnico da Major League Soccer é bastante inferior em relação as principais ligas europeias, por este motivo é difícil avaliarmos em quais condições Ibra voltará a atuar em 2020. Ao analisarmos a sua passagem pelo Manchester United, seu último clube antes de transferir-se aos Estados Unidos no ano passado, notamos que o craque sueco não teve um desempenho tão bom como de costume, tudo em decorrência de duas gravíssimas lesões sofridas no joelho, que inclusive, o deixaram de fora dos gramados por muito tempo.

Nas duas temporadas em que passou pelo Old Trafford (2016/17 e 2017/18), Ibrahimovic marcou 29 gols em 53 jogos pela equipe inglesa. Naquela época, o sucesso do atacante recém-contratado do PSG era dado como certo pelos torcedores do Manchester United, afinal, o treinador José Mourinho, ex-técnico de Ibra na Inter de Milão, havia acabado de assumir o comando dos Red Devils. Além disso, seria a primeira vez que o jogador sueco disputaria a Premier League, considerada por ele próprio, a maior liga de futebol do planeta.

A amizade de José Mourinho e Zlatan Ibrahimovic nasceu quando ambos trabalharam juntos na equipe italiana em 2008.
A amizade entre José Mourinho e Zlatan Ibrahimovic nasceu quando ambos trabalharam juntos na Inter de Milão, em 2008. Em razão deste vínculo, o nome de Ibra acabou sendo bastante vinculado ao Tottenham.

Mas no final das contas, Zlatan Ibrahimovic não conseguiu repetir no Manchester United o mesmo sucesso alcançado por ele no PSG. A propósito, Ibra tornou-se um dos maiores ídolos da torcida parisiense depois de ter erguido quatro canecos da Ligue 1, e três troféus da Copa da França, da Copa da Liga e da Supercopa da França, títulos estes, conquistados entre os anos de 2012 a 2016. Vale ressaltar ainda, que o eterno camisa 10 marcou o montante de 156 gols pelo Paris Saint-Germain, sendo o segundo maior artilheiro da história do clube, permanecendo somente atrás do uruguaio Edinson Cavani, autor de 195 tentos até aqui.

Como não poderia deixar de ser, assim que o LA Galaxy se despediu da MLS, uma série de propostas  vindas de clubes de todas as partes do mundo começaram a chegar para Ibra. E curiosamente, a oferta do Milan foi a que mais agradou o craque sueco, que segundo o jornal inglês The Telegrafh, já está de malas prontas rumo à Itália. Os motivos que levaram Zlatan Ibrahimovic a optar por esta escolha, são o imenso carinho que o atacante cultiva pelo Milan, lembrando que ele jogou na equipe italiana durante as temporadas 2010/11 e 2011/12, além do enorme desafio que será resgatar o prestígio dos rossoneros, recolocando-o novamente no caminho dos títulos.

No momento, o Milan ocupa apenas a 11ª posição na tabela do Calcio contabilizando 17 pontos em 14 rodadas (5 V – 2 E – 7 D). Para se ter uma ideia, a distância dos milanistas em relação a Inter de Milão, líder do campeonato, é de 20 pontos na classificação. Logo, fica evidente porque Ibrahimovic terá pela frente o maior desafio de sua carreira. Contudo, esta situação não será nenhuma surpresa na vida de Ibra, já que ele foi a principal referência da seleção da Suécia dentro de campo por mais de uma década. Diante de todo este cenário, apesar da idade avançada do atacante sueco, todos os rossoneros estão contando os segundos para ver o Deus Zlatan mais uma vez em ação no San Siro a partir de 2020. Aguardemos!

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixar um comentário

Menu