Spalletti e Napoli, o casamento perfeito até a sétima rodada do Calcio. Mas e daqui adiante?

O fantástico início do Napoli na Serie A 2021/22, mantém os napolitanos confiantes em relação à quebra do tabu de mais de três décadas sem faturar o scudetto do Calcio. Mas será que a equipe de Luciano Spalletti terá forças para se sustentar no topo até o final da temporada?

Quando Gennaro Gattuso conduziu o Napoli ao título da Coppa Itália no ano passado, muitos torcedores imaginavam que o ex-volante e ídolo do Milan seguiria à frente do time após o término da última temporada. Entretanto, a não classificação à Champions League pela segunda vez seguida, culminou com a saída de Gattuso, lembrando que os partenopeus necessitavam de uma simples vitória em casa contra o Hellas Verona na rodada final da Serie A 2020/21, para garantir a sua vaga no torneio continental, o que acabou não se concretizando com o empate em 1 a 1.

De acordo com alguns setoristas do Napoli, o presidente Aurelio De Laurentiis estava com o contrato referente à extensão do vinculo de Gennaro Gattuso guardado na gaveta de sua mesa para ser assinado, porém o acordo não foi selado devido ao desastroso resultado diante do Hellas Verona, que representou uma enorme perda de receitas aos napolitanos, quer dizer, algo fundamental, ainda mais em tempos de pandemia. Aliás, o clube italiano só iniciou as tratativas para a renovação contratual de Lorenzo Insigne nesta semana, justamente por conta de problemas financeiros.

A propósito, Aurelio De Laurentiis assumiu a presidência do Napoli na época em que a equipe disputava a terceira divisão do Calcio, vivendo naquela oportunidade, a fase mais crítica de sua história. Em contrapartida, através de uma boa gestão, o mandatário do clube não apenas levou-o novamente à elite do futebol italiano, como também o viu faturar três canecos da Coppa Itália, um da Supercopa da Itália, e disputar as semifinais da Europa League 2014/15 sob a sua administração.

Todavia, Aurelio De Laurentiis não conseguiu alcançar a sua principal meta como presidente do Napoli, que é fazê-lo campeão italiano. Durante o mandato de De Laurentiis, os partenopeus terminaram SETE temporadas entre os três primeiros colocados do Calcio, o que significa que o longo tabu sem vencer o scudetto segue ativo. E para piorar a situação, a crise econômica do clube agravou-se tanto em função da pandemia quanto da ausência nas últimas duas edições da Champions League.

Mas apesar da saúde financeira abalada, o Napoli perdeu somente três atletas nesta janela de meio de ano, tendo em vista que Tiemoue Bakayoko retornou do empréstimo junto ao Chelsea, ao passo que Elseid Hysaj e Nikola Maksimovic se transferiram à Lazio e Genoa, respectivamente, o que permitiu ao clube, investir € 19 milhões para contratar Matteo Politano, ex-Inter de Milão. Deste modo, a maior mudança sofrida pelos napolitanos nesta temporada deu-se fora das quatro linhas, já que o experiente Luciano Spalletti foi o escolhido para ocupar o antigo posto de Gennaro Gattuso.

Afastado do futebol desde a sua saída da Inter de Milão em 2019, Luciano Spalletti passou os últimos dois anos em sua fazenda na Toscana, produzindo vinho, cuidando do físico e conversando com seu pato, Branca de Neve. Pois é, e Aurelio De Laurentiis não poderia ter feito uma escolha melhor para comandar o Napoli. Sob a batuta de Spalletti, os partenopeus venceram todos os sete jogos disputados até aqui na Serie A, mantendo-se com 100% de aproveitamento na liderança do campeonato. Além disso, eles são donos do segundo melhor ataque e da defesa menos vazada da competição.

Contudo, muitos críticos afirmam que os pupilos de Luciano Spalletti só estão nesta situação por terem enfrentado somente a Juventus como forte adversário no decorrer das sete primeiras rodadas da Serie A, o que não tira o mérito dos napolitanos, que tropeçaram diante de alguns destes oponentes na edição passada do torneio, como são os casos de Genoa, Cagliari, além da própria Juve. Assim, resta-nos saber se o Napoli sustentará a liderança do Calcio até o final da temporada, um feito que o time de Maurizio Sarri não foi capaz mesmo após vencer os seus seis primeiros jogos em 2017.

Deixar um comentário

Menu