Antonio Conte, a esperança nerazzurri

A chegada de Antonio Conte ao Giuseppe Meazza, encheu os torcedores interistas de esperança, não à toa, eles acreditam fielmente que a Internazionale colocará um fim na hegemonia da Juventus no Calcio.

Depois de passar duas primaveras trabalhando na Inglaterra, o técnico Antonio Conte enfim está de volta ao seu país, a Itália. Ao analisarmos a passagem do treinador italiano pelo Chelsea, notamos que a sua trajetória no clube londrino teve um balanço positivo, afinal, ele conduziu os Blues à inusitada conquista da Premier League, desbancando o possante Manchester City, de Pep Guardiola, além do pujante Liverpool, de Jurgen Klopp, logo em sua primeira temporada à frente do time inglês. E não para por aí, visto que em seu segundo ano em Stamford Bridge, o comandante de 49 anos de idade ainda teve tempo de faturar a FA Cup (Copa da Inglaterra).

Diante deste histórico, fica evidente porque os torcedores nerazzurris ficaram tão eufóricos quando a diretoria da Internazionale anunciou a contratação de Antonio Conte como novo treinador do clube de Milão. Vale ressaltar também, que a imagem mais recente deixada pelo técnico aos italianos foi extremamente positiva, pois Conte havia vencido o Calcio três vezes seguidas na época em que comandava a Juventus entre os anos de 2012, 2013 e 2014. Posteriormente, Massimiliano Allegri ganhou os outros cinco scudettos da competição, levando a Juve ao octacampeonato nacional.

O vínculo contratual de Antonio Conte com a Internazionale, é válido até 2021.
O vínculo contratual de Antonio Conte com a Internazionale, é válido até 2022.

Mas a passagem de Antonio Conte pelo Chelsea não foi composta somente por bons momentos, uma vez que o ex-técnico da seleção italiana teve diversos problemas de relacionamentos com alguns jogadores da equipe londrina como eram os casos de Diego Costa, Cesc Fàbregas, David Luiz, entre outros. E no final das contas, foram exatamente estes contratempos que levaram a diretoria dos Blues a destituí-lo do cargo.

E a personalidade forte de Antonio Conte já deu as caras neste novo trabalho do técnico na Internazionale, tanto é, que ele afastou os jogadores Nadja Nainggolan e Mauro Icardi do conjunto interista, lembrando que o volante belga foi contratado pela Inter junto à Roma em 2018, por cerca de 38 milhões de euros, ao passo que o atacante argentino, é certamente, o principal atleta do elenco nerazzurri. Deste modo, não restam dúvidas de que Conte segue causando fortes emoções fora das quatro linhas.

O último scudetto conquistado pela Inter, foi apenas em 2010, época em que os nerazzurris tinham José Mourinho no comando da equipe.
O último scudetto conquistado pela Inter, foi apenas em 2010, época em que os nerazzurris tinham José Mourinho no comando da equipe.

No entanto, a Internazionale não se importará nem um pouco se existirem problemas extra-campo envolvendo Antonio Conte e o elenco da Inter, e mesmo assim o time vencer o scudetto do Calcio, pois a grande meta da equipe de Milão é acabar com a hegemonia da Juventus no campeonato, isso explica porque a diretoria interista está investindo tão pesado nesta janela de transferências. Para se ter uma ideia, os nerazzurris já desembolsaram o montante de 85,5 milhões de euros em contratações de reforços, todos obviamente, indicados por Conte.

Até aqui oito novos reforços foram apresentados pela Inter, me refiro aos jogadores Ionut Radu, Gabriel Brazão, Valentino Lázaro, Diego Godín, Nicolò Barella, Eddie Salcedo, Matteo Politano, além do meio-campista Stefano Sensi, emprestado pelo Sassuolo por 5 milhões de euros. De todas estas contratações, a mais cara foi o lateral-direito Valentino Lázaro, que chegou do Hertha Berlin por 22 milhões de euros, à medida que Matteo Politano custou 20 milhões de euros aos nerazzurris.

Todavia, o sonho de consumo de Antonio Conte responde pelo nome de Romelu Lukaku, porém a negociação com o Manchester United está emperrada no momento, algo que pode vir a se concretizar depois que o dinheiro referente as vendas de Nadja Nainggolan e Mauro Icardi entrarem no caixa do clube italiano. Caso os times não cheguem a um acordo, é bem provável que Edin Dzeko, atacante da Roma, desembarque em Milão para vestir a camisa da Inter. Prestes a completar dez anos sem vencer o scudetto do Calcio, os nerazzurris estão bastante confiantes em relação ao sucesso da Internazionale na próxima temporada, que terá além das competições domésticas, a Champions League para trazer ainda mais emoção aos interistas.

 

 

Deixar um comentário

Menu