O pior Arsenal do século XXI

Caso os organizadores decidam encerrar a Premier League da maneira que ela encontra-se atualmente, o Arsenal terá realizado a sua pior campanha desde a edição 1994/95 da competição, e justamente na temporada em que os Gunners mais investiram em contratações ao longo da trajetória.

As altíssimas cifras despejadas pelo Arsenal a cada janela de transferências costumam gerar enormes expectativas nos torcedores, e pra variar, este filme voltou a se repetiu nesta temporada. Para se ter uma ideia, a diretoria do clube gastou a bagatela de 157,4 milhões de euros (R$ 881,6 milhões) para reforçar a equipe, sendo este, o maior valor gasto pelo conjunto londrino até hoje. Não à toa, o marfinense Nicolas Pépé, contratado junto ao Lille pela bagatela de 80 milhões de euros (R$ 446,4 milhões de reais), tornou-se o jogador mais caro da história dos Gunners.

Acontece, que toda esta dinheirama gasta pelos Gunners mais uma vez não deu o retorno esperado, visto que o Arsenal ocupava somente a nona posição na tabela da Premier League até a paralisação do torneio devido ao surto do coronavírus. Somando 40 pontos em 28 jogos, os comandados de Mikel Arteta colecionavam o total de 9 vitórias, 13 empates e seis derrotas na competição, obtendo 47,6% de aproveitamento através desta campanha pra la de irregular. Além disso, eles já haviam caído precocemente diante do Olympiakos na fase 16 avos de final da Europa League.

 

Dos 41 jogos disputados pelo Arsenal na temporada, Nicolas Pepe, o jogador mais caro da história dos Gunners, entrou em campo 21 vezes - marcou seis gols.
Nicolas Pépé, o jogador mais caro da história dos Gunners, marcou apenas seis gols nos 32 jogos em que esteve defendendo as cores do Arsenal na temporada.

Embora o Arsenal ainda esteja vivo na FA Cup (Copa da Inglaterra), é nítido que a performance do time do norte de Londres deixou bastante a desejar nesta temporada, já que equipes como Leicester, Wolverhampton e Sheffield United, isto é, oponentes com elencos mais modestos, estão à frente dos Gunners na tabela da Premier League, lembrando que o Arsenal é dono do sexto plantel mais caro do futebol inglês, atrás de Manchester City, Liverpool, Tottenham, Chelsea e Manchester United, respectivamente.

A má performance contra os clubes que integram o bloco Big Six da Premier League, evidencia porque o Arsenal figura somente na parte intermediária da classificação. Por incrível que pareça, a vitória sobre o Manchester United (2 a 0) foi a única conquistada pelos Gunners nos sete duelos frente os ‘gigantes‘ do campeonato – obtiveram três empates e três derrotas nos demais compromissos. Vale ressaltar ainda, que o time londrino é o que mais empatou no torneio ao lado do Wolverhampton com 13 empates cada, ou seja, outro fator que também colaborou para o insucesso da equipe.

Em 15 jogos à frente do Arsenal, Mikel Arteta contabiliza 8 vitórias, 5 empates e duas derrotas, registrando 64,44% de aproveitamento.
Em 15 jogos à frente do Arsenal, Mikel Arteta contabiliza 8 vitórias, 5 empates e duas derrotas, registrando 64,44% de aproveitamento.

Obviamente, seria uma grande injustiça atribuir a má campanha do Arsenal ao treinador Mikel Arteta, isso porque o ex-auxiliar de Pep Guardiola assumiu o comando técnico da equipe no meio da temporada – em dezembro -, para ocupar o lugar do compatriota Unai Emery. Apesar da chegada de Arteta ao Emirates Stadum ter causado enorme alvoroço entre os Gunners, o time ganhou somente uma posição na classificação da Premier League sob a batuta do espanhol, saltando do décimo para o nono lugar. Entretanto, o grande número de lesões e o conturbado ambiente envolvendo jogadores e torcida, atrapalharam bastante o início do novato comandante de 38 anos no clube de Londres.

Contudo, como o futuro em relação ao desfecho da atual temporada segue incerto, o treinador Mikel Arteta já deu início ao planejamento visando a próxima que está por vir. Assim, a primeira iniciativa tomada pelo técnico espanhol foi elaborar uma lista de dispensa composta pelos jogadores Sokratis, Shkodran Mustafi e Sead Kolasinac. Além deles, Henrikh Mkhitaryan e Mohamed Elneny também deixarão o clube inglês assim que retornarem de seus respectivos empréstimos, ao passo que o volante Lucas Torreira e o atacante Pierre-Emerick Aubameyang, ambos com propostas de outras equipes em mãos, dificilmente permanecerão no Emirates Stadium.

A intenção do Arsenal em negociar estes atletas, é viabilizar a entrada de dinheiro em caixa, além de diminuir a folha salarial do clube, o que consequentemente abriria a possibilidade da chegada de novos reforços. A propósito, o treinador Mikel Arteta já indicou as contratações dos jogadores Thomas Partey, Carlos Soler, Corentin Tolisso, Jesse Lingard, Layvin Kurzawa, Ryan Fraser e Odsonne Edouard. Em contrapartida, a vinda de todos eles dependerá de como estará a situação financeira do clube depois que o mundo voltar à normalidade, até porque segundo especialistas, a grave crise econômica que aflige o futebol aumentá ainda mais nos próximos meses. Portanto, só nos resta aguardar!

Deixar um comentário

Menu