Quebrando paradigmas

Passados longos seis anos, enfim os torcedores do Tottenham voltaram a ver a sua equipe no topo da tabela da Premier League, e tudo graças ao excelente trabalho de José Mourinho no comando técnico dos Spurs.

Quando o presidente do Tottenham, Daniel Levy, anunciou José Mourinho como novo comandante do time, ele foi alvo de uma enxurrada de críticas, inclusive de torcedores do próprio clube. A começar por conta do sucesso do antecessor Mauricio Pochettino, que embora não tenha conquistado nenhum título nos cinco anos em que passou pela equipe do norte de Londres, criou uma enorme identificação junto à torcida devido ao ótimo trabalho desenvolvido. Não à toa, sob a batuta do técnico argentino, os Spurs disputaram a inédita final da Champions League em 2019.

Ademais, os trabalhos mais recentes de José Mourinho à frente de Chelsea e Manchester United não supriram as expectativas, tendo em vista o futebol nada vistoso praticado pelas equipes. Além disso, problemas de relacionamento envolvendo o treinador português e alguns jogadores, acabaram conturbando os ambientes tanto do Stamford Bridge quanto do Old Trafford. Ainda assim, é importante salientar que mesmo diante destes contratempos, o Special One conseguiu erguer canecos nos dois clubes.

E foi justamente o fato de José Mourinho ter conquistado títulos por todos os clubes pelos quais trabalhou, que levou a diretoria dos Spurs, em especial o presidente Daniel Levy, a contratá-lo.. pois segundo Levy, faltava a Mauricio Pochettino dar a volta olímpica para enfim transformar o Tottenham em um time campeão, lembrando que os londrinos estão na fila desde 2008 – quando eles faturaram a Copa da Liga Inglesa.

E como não poderia deixar de ser, o início de José Mourinho no Tottenham não foi nada fácil, sobretudo porque ele assumiu o time no meio da temporada 2019/20, e detalhe, ocupando a 14ª posição na tabela da Premier League. Mas apesar de toda a crise que se instaurava no clube, o Special One conseguiu classificar os Spurs à Europa League em virtude do sexto lugar obtido no final do campeonato.

No entanto, os Spurs já começaram a colher os primeiros frutos da vinda de Mourinho ao clube, pois com o treinador português tendo a possibilidade de realizar uma pré-temporada, e a indicar as contratações de novas peças para reforçar o elenco, o Tottenham apresentou uma enorme evolução, tanto é, que os comandados de José Mourinho lideram Premier League juntamente com o atual campeão Liverpool, ambos com 20 pontos em 9 jogos, porém a equipe da capital inglesa supera os Reds nos critérios de desempate.

Vale ressaltar, que a partida que garantiu a subida do Tottenham ao posto mais alto da Premier League ocorreu diante do Manchester City, isto é, equipe dirigida pelo técnico Pep Guardiola, rival do Special One desde os tempos de Real Madrid e Barcelona. Na ocasião, o conjunto londrino bateu os Citizens por 2 a 0 no Tottenham Stadium, em uma apresentação com a cara de José Mourinho, ou seja, com os Spurs dando a bola ao adversário, se defendendo de forma exímia, e convertendo as poucas oportunidades do jogo em gols.

E a conquista da liderança foi bastante comemorada pelo Tottenham, afinal, o time não ocupava a primeira posição da Premier League desde o dia 24 de agosto de 2014. Para se ter uma ideia, somente Hugo Lloris, Eric Dier e Harry Kane ainda integram o elenco da equipe, enquanto importantes nomes do plantel atual como Sergio Reguilón, Tanguy Ndombélé e Giovani Lo Celso, nem haviam estreado profissionalmente naquela época. Pois é, a verdade é que ao contrário do que muitos imaginavam, Mourinho é um dos poucos treinadores capazes de conduzir os Spurs ao título inglês após 60 anos!

Deixar um comentário

Menu