Ligações da Catalunha e de Turim congestionam a caixa postal de Gabriel Jesus

Depois de Sergio Aguero, Gabriel Jesus é outro jogador do Manchester City que pode estar de saída do clube inglês neste meio de ano, haja vista o enorme interesse de Barcelona e Juventus na contratação do ex-atacante do Palmeiras. Mas será que ele tem motivos para deixar o City?

A caixa postal de Gabriel Jesus anda sobrecarregada por conta das ligações vindas tanto da Catalunha quanto de Turim nestes últimos dias, pois de acordo com a mídia europeia, o camisa 9 está no radar de Barcelona e Juventus. Até aí nada demais, afinal, embora os comandados de Pep Guardiola tenham ficado com o vice-título da Champions League, é inquestionável o fato de que eles realizaram uma excelente temporada, o que consequentemente deixou-os em evidência, fazendo aumentar o interesse de outros clubes em seus jogadores.

Todavia, antes de tudo é importante saber se Gabriel Jesus tem realmente o interesse de deixar o Manchester City neste momento. Como não o conheço, a sensação que tenho é a de quem vê a situação do atleta à distância, o que significa que não consigo notar nenhum tipo de insatisfação de Jesus no City. Vale ressaltar, que este período do ano é repleto de especulações no mercado da bola, visto que a janela de transferências do verão europeu é a mais movimentada, logo, muitas notícias podem vir à tona para sites ganharem cliques ou para empresários colocarem jogadores na vitrine.

Contudo, é especulado que Gabriel Jesus veria com bons olhos a possibilidade de mudar para um clube aonde pudesse ser titular na próxima temporada, ainda mais se o Manchester City realmente contratar Harry Kane nesta janela de meio de ano. Mas apesar de ser considerado um reserva de luxo de Pep Guardiola, os números mostram que o camisa 9 foi o QUINTO atleta mais utilizado pelos Citizens na Premier League 2020/21 somando 29 exibições no campeonato, ficando somente atrás de Ederson (36), Rodri (34), Rúben Dias (32) e Raheeem Sterling (31).

Já considerando todas as competições disputadas pelo Manchester City na temporada 2020/21, Gabriel Jesus esteve em campo em 42 oportunidades, sendo o décimo jogador do plantel dos Citizens – ao lado de Kyle Walker – com mais partidas jogadas, o que demonstra que o atacante de 24 anos de idade é uma peça fundamental de Pep Guardiola, que por sua vez, costuma rodar bastante o elenco. Para se ter uma ideia, atletas como Kevin De Bruyne, Fernandinho, John Stones, Oleksandr Zinchenko e Aymeric Laporte contabilizam menos aparições em relação ao brasileiro.

Ademais, é importante salientar que desde quando Gabriel Jesus desembarcou na Terra da Rainha para defender as cores do Manchester City em 2017, ele disputou o montante de 131 das 143 pelejas realizadas pelos Citizens neste período, sendo 78 delas como titular, isto é, mais da metade, lembrando que desconsiderei os jogos em que o atacante esteve de fora devido a lesões neste intermédio. Portanto, Jesus não atuou em apenas doze partidas por opção de Pep Guardiola em sua passagem pelo futebol inglês até aqui.

Outro detalhe totalmente relevante, é o fato de que Gabriel Jesus atua em um dos clubes mais fortes da Europa, capaz de brigar por títulos a cada temporada, e disputa a liga de futebol mais poderosa do planeta. Além disso, Jesus só não foi convocado para defender a Seleção Brasileira uma única vez desde a sua ida ao Manchester City. O ocorrido deu-se nos primeiros amistosos realizados pelo Brasil depois da Copa do Mundo de 2018, ou seja, o atacante do City jamais deixou de estar nos planos do técnico Tite.

Para finalizar, por mais que exista o interesse de Barcelona e Juventus em contratar Gabriel Jesus, é preciso saber se ambos terão condições financeiras para isso, sem contar que o atacante teria de lidar com uma forte concorrência para brigar por uma vaga na equipe titular destas equipes, tendo de encarar Sergio Aguero e Antoine Griezmann, no Barça, e Cristiano Ronaldo e Álvaro Morata, na Juve, ao contrário de sua situação no City, que ficou mais tranquila após a saída de Aguero. Isto posto, fica claro que Jesus não tem motivos para buscar um novo clube a partir da próxima temporada.

Deixar um comentário

Menu