Com um pé fora do St. James ‘Park

Sem somar uma vitória nas primeiras quatro rodadas da nova temporada da Premier League, o Newcastle, além de ocupar a penúltima posição na tabela da liga, não demonstra o mínimo poder de reação para sair desta incômoda situação por tudo que rodeia o trabalho de Steve Bruce.

A temporada 2021/22 mal começou e o Newcastle já atravessa uma enorme crise, haja vista a pífia campanha da equipe na nova edição da Premier League. Para se ter uma ideia, os Magpies conquistaram apenas um dos doze pontos disputados até aqui, já que eles empataram em 2 a 2 com o Southampton na 3ª rodada do torneio, e perderam os seus demais compromissos diante de West Ham (4 a 2), Aston Villa (2 a 1) e Manchester United (4 a 1). Além disso, os pupilos de Steve Bruce caíram de maneira precoce frente o Burnley, na 2ª Fase da Copa da Liga Inglesa.

Obviamente, nem o torcedores mais fanáticos do Newcastle imaginavam que o time brigaria pelo título inglês, mas ao mesmo tempo, nenhum deles era esperava que os Magpies tivessem um rendimento tão abaixo da crítica neste pontapé inicial da Premier League, a ponto de ocupar a indigesta zona da degola. Pois é, mas a situação do conjunto de Tyneside é ainda mais agravante no que diz respeito à parte extra-campo, tendo em vista que o treinador Steve Bruce segue sofrendo uma pressão que não para de aumentar pelos lados do St. James ‘Park.

Desde 2019 em St. James ‘Park, Steve Bruce jamais agradou os torcedores do Newcastle, em especial devido ao estilo de jogo reativo praticado pela equipe. Ainda assim, ele se sustentou durante todo este tempo no cargo em função do ótimo relacionamento que tem com o dono do clube, Mike Ashley, e também por ter ficado longe da zona do descenso nas duas temporadas em que comandou o time, lembrando que os Magpies ficaram na 13º e 12º posições das edições anteriores da Premier League.

Ademais, é importante salientar que Steve Bruce assumiu o comando técnico dos Magpies em um período pra lá de complicado, afinal, ele sucedeu ninguém menos do que Rafa Benítez, considerado um ídolo para muitos torcedores, por ter reconduzido o Newcastle à primeira divisão em 2017. Entretanto, vale ressaltar que o treinador espanhol não chegou nem perto de superar o desempenho de Bobby Robson e Alan Pardew à frente da equipe.

De qualquer forma, a insatisfação da torcida junto ao técnico Steve Bruce vem aumentando gradativamente, o que nos leva a crer quer ele está com os dias contados no clube. Não à toa, no jogo anterior frente o Manchester United, os cerca de 3 mil torcedores do Newcastle entoavam coros pedindo a demissão de Bruce em pleno Old Trafford, quer dizer, aqueles mesmos gritos que também foram ouvidos na última partida dos Magpies disputada em St James ‘Park, há duas semanas contra o Southampton.

Contudo, não é somente a relação junto aos torcedores que vem afetando o trabalho de Steve Bruce, já que ele também entrou em rota de colisão com alguns membros da cúpula diretiva do clube, como é caso do diretor administrativo Lee Charnley, em decorrência de divergências sobre contratações de reforços, pois à medida que Bruce cobrava publicamente a diretoria pela vinda de um zagueiro e um volante, Charnley afirmava que o Newcastle não realizaria mais investimentos nesta janela de meio de ano tanto em razão de problemas financeiros quanto em virtude da qualidade do elenco.

Por fim, para piorar a situação, Steve Bruce bateu boca com repórteres na entrevista pós-jogo concedida pelo treinador depois da partida contra o Manchester United, criticando não apenas a mídia como também a torcida pelos insultos oriundos das arquibancadas do Old Trafford. Deste modo, com o Newcastle ocupando a penúltima posição da Premier League, carregando consigo o peso de ter a pior defesa da competição, e Bruce se isolando ao arrumar intrigas com a mídia, torcedores e a diretoria do clube, fica evidente que ele já está com um pé fora do St. James ‘Park.

Deixar um comentário

Menu