Hazard iniciará a sua quarta temporada tentando mostrar a que veio ao Real Madrid

Conseguirá Eden Hazard, repetir o sucesso alcançado no Chelsea três anos após a sua chegada ao Santiago Bernabéu? Pois é, é o que acredita o Real Madrid.

Tanto a derrota pelo placar mímino no “El Clásico” quanto o empate em 2 a 2 diante do América do México, nos dois jogos testes realizados pelo Real Madrid nos Estados Unidos, não incomodaram em nada os torcedores madridistas, afinal, o time acabou de retornar as atividades após curtir um merecido período de férias devido a desgastante e triunfal temporada 2021/22, que terminou com os merengues erguendo o caneco da LaLiga e da Champions League.

Ainda assim, o detalhe que mais chamou a atenção nestes jogos testes, é o fato de Eden Hazard ter voltado a balançar as redes, visto que o atacante belga não marcava um gol desde o dia 20 de janeiro, na vitória do Real Madrid sobre o Elche, pelas oitavas-de-final da Copa da Rei. Todavia, vale ressaltar que depois disso, o camisa 7 esteve em campo somente 457 minutos, lembrando que ele disputou 23 partidas na temporada passada, sendo nove deles como titular.

Obviamente, marcar um gol em um amistoso de pré-temporada não significaria nada para qualquer grande atacante do futebol mundial, porém este não é o caso de Eden Hazard, que ainda não disse a que veio ao Real Madrid. Não à toa, o ex-jogador do Chelsea é considerado uma das piores contratações da história do clube 14 vezes campeão europeu.

Mas bastou Eden Hazard balançar as redes para que as expectativas dos madridistas novamente aumentassem em relação a sua recuperação. Por sinal, é importante salientar que o belga atuou como centroavante até aqui na pré-temporada, o que deixa claro que a intenção de Carlo Ancelotti é utilizá-lo na posição de Karim Benzema quando o mesmo não estiver disponível.

A propósito, embora o técnico Carlo Ancelotti já tenha afirmado que Antonio Rudiger e Aurélien Tchouameni serão as únicas contratações do Real Madrid neste meio de ano, o clube ainda tem tempo de sobra para reforçar o elenco, em especial o ataque, que ficou com ainda menos opções depois da saída de Luka Jovic, sobretudo porque a janela de transferências do futebol espanhol se encerrará apenas no dia primeiro de setembro.

Para se ter uma ideia, Karim Benzema é a única peça do Real Madrid capaz de jogar como referência no ataque. Por isso, o ideal seria o clube investir na vinda de um atleta com as mesmas características do atacante de 34 anos de idade até mesmo para prepará-lo futuramente, assim como já vem sendo feito no meio-campo com Aurélien Tchouameni, Eduardo Camavinga e Federico Valverde, os sucessores de Luka Modric, Casemiro e Toni Kroos.

Contudo, se de fato o Real Madrid encerrou o seu ciclo de contratações, Eden Hazard e o “interminável” Mariano Díaz, serão as alternativas de Carlo Ancelotti para a reserva de Karim Benzema e, francamente, é difícil crer que ambos darão a volta por cima depois de inúmeras tentativas. Logo, além de apoiar o time, os madridistas também precisarão torcer para que o futuro melhor jogador do mundo não se ausente com frequência na temporada que está por vir.

Deixar um comentário

Menu