Milan vence e convence nos primeiros 180 minutos da temporada

Dois jogos, duas vitórias, seis gols marcados, apenas um sofrido, e a liderança da Serie A, superando Internazionale, Napoli e Hellas Verona nos critérios de desempate. Eis o promissor início de temporada do Milan depois das partidas contra Bologna (2 a 0) e Torino (4 a 1).

Pois é, embora a temporada 2023-24 esteja somente começando, já é possível afirmar que o renovado Milan, de Stefano Pioli, brigará pelo scudetto, especialmente depois do recente triunfo por 4 a 1 frente o mesmo Torino que o derrotou nos dois duelos anteriores pela edição passada da Serie A.

Inclusive, o Milan deu o troco no Torino não apenas o vencendo, como também convencendo dentro de campo, sobretudo em função da ótima partida realizada pelos recém-contratados Tijjani Reijnders, Ruben Loftus-Cheek e Christian Pulisic que, além de aumentarem o nível técnico do time, o tornaram mais físico, algo que faltou – e muito – nos confrontos das semifinais da Champions League contra a Internazionale.

Logo, a realidade é que Milan vem colhendo os frutos do excelente mercado realizado neste meio de ano, a exemplo de Tijjani Reijnders, que desembarcou em Milão tendo a difícil tarefa de substituir Sandro Tonali, e já passa a impressão de que joga há tempos na equipe. A intensidade do jovem jogador que corre mais de 12 km por jogo, aliada a sua excelente saída de bola, o fizeram rapidamente uma das principais peças de Stefano Pioli.

Não obstante, Ruben Loftus-Cheek ocupou a vaga de Brahim Díaz que, provavelmente, já caiu no esquecimento dos torcedores milanistas, dada a forma pela qual o jogador inglês se encaixou no novo meio-campo do Milan, ao lado de Rade Krunic e Tijjani Reijnders, desenvolvendo um importante papel tanto na marcação quanto no apoio ao ataque.

Aliás, outro ex-atleta do Chelsea que iniciou a temporada brilhando defendendo as cores do Milan é Christian Pulisic, autor de um gol em cada uma das duas partidas disputadas pelos rossoneros na Serie A. Assim como Ruben Loftus-Cheek, o novo camisa 11 milanista não atingiu as expectativas em sua passagem pelo clube do oeste de Londres, onde acabou não tendo tantas oportunidades em decorrência de constantes lesões.

De qualquer maneira, o fortalecimento do lado direito do ataque milanista é o detalhe que chama mais a atenção até aqui. Antes um time penso com Rafael Leão jogando na esquerda juntamente com Theo Hernández, hoje os rossoneros consolidaram o extremo oposto com a entrada de Christian Pulisic, lembrando que o norte-americano também pode atuar como meia centralizado, cedendo posição à Samuel Chukwueze ou ao novato Luka Romero na ponta.

Deste modo, mais físico e combativo, o Milan tornou-se equilibrado em todos os seus departamentos, e sem contar que agora Stefano Pioli dispõe de um plantel com maior número de opções, tanto é, que Alessandro Florenzi, Simon Kjaer, Yunus Musah, Samuel Chukwueze e Noah Okafor entraram em campo no segundo tempo da partida contra o Torino, o que manteve ritmo dos anfitriões fortíssimo ao longo dos noventa minutos.

Por sinal, vale ressaltar que o elenco milanista ainda não está totalmente fechado, visto que o clube italiano negocia a compra de Mehdi Taremi, atualmente no Porto, para ser mais uma alternativa ao ataque além do veterano Olivier Giroud, maior goleador do time pela Serie A desde o período de sua estreia em agosto de 2021, contabilizando 27 tentos.

Embora no auge de seus 36 anos de idade, Olivier Giroud também lidera a artilharia do Milan neste começo de temporada com 3 gols, diferentemente de Mehdi Taremi que, por sua vez, não balançou as redes em três partidas realizadas até o momento. Contudo, o treinador do Porto, Sérgio Conceição, insiste na permanência do atacante iraniano, cuja intenção é transferir-se à Itália. Por esta razão, o negócio segue emperrado na semana final do fechamento da janela de transferências.

Seja como for, muitos consideram irrelevantes as vitórias do Milan devido a inferioridade técnica por parte dos adversários, ainda que o Bologna tenha empatado em 1 a 1 com a Juventus na 2ª rodada, em Turim, e o Torino tenha lutado por vagas em torneios continentais e, posteriormente, tenha terminado a Serie A na décima colocação da tabela na última temporada.

Em todo o caso, as duas próximas rodadas darão aos mais críticos a resposta definitiva em relação a evolução do Milan, a julgar que dos comandados de Stefano Pioli enfrentarão a Roma, na capital italiana, e em seguida disputarão o Derby della Madonnina, no San Siro.

Deixar um comentário

Menu